Grávida da Murtosa: Justiça considera Mónica Silva viva e família é afastada do caso

Mónica Silva, de 33 anos, estava grávida de sete meses quando saiu de casa, em outubro de 2023, e nunca mais voltou. 

14 Fev 2024 | 15:10
-A +A

Mónica Silva desapareceu na Murtosa há mais de quatro meses. Segundo avança o Jornal de Notícias, os familiares da grávida foram afastados do caso, uma vez que, formalmente, a Justiça considera que a mulher continua viva.

Leia ainda: Melania Gomes revoltada com crime a menino de 11 anos: Ajuda imediata

David Carreira faz homenagem a Sara

“Mónica Silva continua viva”

Mónica Silva, de 33 anos, estava grávida de sete meses quando saiu de casa, em outubro de 2023, e nunca mais voltou. Duas horas depois, telefonou ao filho mais velho, afirmando-lhe que estava quase a chegar.  Ao JN, o advogado Paulo Marco Braga, representante do marido e dos filhos de Mónica, revelou que a Justiça indeferiu liminarmente o pedido para estes serem constituídos assistentes. “Mónica Silva continua viva, para a Justiça, enquanto não for encontrado o seu corpo”, explicou o advogado, ressalvando: “Sem cadáver, só com futura condenação [de um suspeito por eventual homicídio], já não passível de recurso, será judicialmente decretada a morte”, afirmou.

Veja também: Grávida da Murtosa: Familiar de Mónica Silva vítima de crime

Texto: Sofia Mendes
Fotos: Redes sociais
PUB