Grávida da Murtosa: PJ recolhe amostras de ADN de familiares de Mónica Silva

Mónica Silva, de 33 anos, desapareceu na Murtosa na noite de 3 de outubro de 2023.

15 Mar 2024 | 15:39
-A +A

A Polícia Judiciária de Aveiro recolheu amostras de ADN a Sandra Silva, irmã de Mónica Silva, grávida desaparecida da Murtosa. Para além da familiar, também uma jovem de 15 anos, sobrinha de Mónica, foi alvo de testes, avança o Jornal de Notícias.

Leia ainda: Grávida da Murtosa: Familiar de Mónica Silva condenado por crime grave

“Acho que foi só para descartar hipóteses”

A grávida, de 33 anos, está desaparecida há quase meio ano, desde a noite de 3 de outubro do ano passado. De acordo com o JN, os resultados dos vestígios recolhidos na residência de Mónica Silva, na Vila da Murtosa, serão compatíveis com o ADN das duas irmãs da vítima, Sandra e Sara, e com o da sobrinha. “Pelo que a PJ nos informou, foi encontrado nas perícias um código de ADN muito semelhante aos das minhas duas irmãs gémeas”, explicou Sandra Silva. “Acho que foi só para descartar hipóteses”, acrescentou.

Veja também: Bárbara Norton de Matos em tribunal com pai da filha de 17 anos

Texto: Sofia Mendes
Fotos: Redes sociais
PUB