Hélder deixa Soraia sem palavras: «Prefiro ser mulherengo do que ser o Edmar»

Hélder fez uma afirmação que envolvia Edmar e que desiludiu Soraia. Retratando-se, o concorrente de Santa Maria de Feira disse «adorar falar com homossexuais».

12 Mai 2020 | 12:25
-A +A

Mais um momento que promete dar que falar. Tudo aconteceu quando, enquanto completavam parte de um desafio de 72 horas lançado pelo Big Brother, Hélder conversava com Soraia sobre a relação de 21 anos que o concorrente terminou recentemente e sobre os desejos que ele tem de construir uma família no futuro. Depressa a conversa escapou para as características (físicas e não só) que o participante mais aprecia numa mulher… e para a cumplicidade evidente com a colega.

«Se há coisa que adoro é falar com mulheres», afirmou Hélder. «Mulheres, no plural. Todo o tipo de mulheres. Venha o que vier à rede, o homem fala», sublinhou Soraia, virando-se para Iury, que assistia à conversa. «Calma, calma! Sei que lá para fora deve estar a passar a imagem de que sou mulherengo, mas não é isso. […] Eu prefiro ser mulherengo do que ser…», respondeu, apontando com a cabeça para Edmar, assumidamente homossexual.

Uma afirmação que deixou a professora assistente em ensino especial sem palavras. «Olha, o que estás a dizer? Vais levar…», disse-lhe a concorrente. Como achou não ter percebido bem as palavras de Hélder, de 39 anos, Soraia, de 27, pediu-lhe para repetir. «Prefiro ser mulherengo do que ser…», afirmou novamente, repetindo o gesto com a cabeça, indicando para Edmar.

«Olha, tu não me digas isso, porque eu não acho piada nenhuma», reagiu a jovem do Seixal, a residir em Londres, Inglaterra. Mas «com todo o respeito», tentou justificar-se, alegando que as duas «não estavam a entender» o que ele quis dizer com aquela declaração. «Estamos a entender até demais», contra-atacou Iury. «E não estamos a gostar», acrescentou Soraia.

Foi mesmo ela que tentou terminar com a conversa, mas Hélder insistiu em explicar-se. «Quando apontei [para Edmar], quis referir-me à frase. Esta é uma frase que uso muito, mas não é para magoar ninguém. Se há pessoas com quem adoro conversar, é com eles [homossexuais]. Eu adoro falar com eles. E todos eles conseguem entender-me», garantiu o concorrente de Santa Maria da Feira. E ainda assegurou, referindo-se a Edmar: «Eu adoro-o. Se eu não gostasse dele, já lho tinha dito.»

Mais à frente, Hélder retomou o assunto para, uma vez mais, explicar a polémica afirmação que, depressa se notou, não caiu bem em Soraia. «Às vezes, as frases podem ser mal interpretadas. Quando disse ‘eu prefiro ser mulherengo do que ser coiso’ tem a ver com a expressão ‘mais vale um pássaro na mão do que dois a voar’. Isto pode querer dizer: gosto de muitos passarinhos no ar, mas só quero um.»

 

A revolta de Pedro Crispim: «Este tipo só pode ser parvo»

 

Entretanto, Pedro Crispim veio a público reagir à polémica declarações de Hélder e considerou «atitudes como esta deploráveis»«Este tipo só pode ser parvo. O Hélder é inseguro e de nível baixo, como já revelou ser desde o início deste BB, até com as mulheres, que diz adorar, quando o próprio não sabe claramente o que é ‘adorar’ alguém, quando isso deverá começar ao respeitarmos o outro. Quando alguém adulto, de forma consciente e gratuita, promove e incita direta ou indiretamente o ódio, através do seu discurso condescendente e totalmente desajustado, revela ai a sua falta de princípios e carácter», começou por escreveu o consultor de moda no Facebook.

«O machismo e brincadeiras enraizadas de preconceito são infelizmente consideradas normais na nossa sociedade, o que faz com que, de forma silenciosa, o ódio seja aceite e alimentado. A informação está acessível a todos, infelizmente a ignorância também, sendo esta última o maior veneno numa sociedade que se pretende informada e inclusiva e não castradora. Precisamos urgentemente de uma ‘cura’ para toda e qualquer intolerância!», acrescentou.

O comentador de Big Brother 2020 faz ainda uma referência ao momento que Portugal e o resto do mundo vivem atualmente, devido à pandemia da COVID-19, lamentando que nem todos tenham olhado para este período como um período de reflexão.

«Este tempo deveria ter servido para organizar ideias, rever prioridades e crescermos. Só alguns aproveitaram esta oportunidade para limar arestas e sair desta quarentena de alguma forma melhores, mais empáticos e com outra consciência do Mundo e do ser humano… Mas também deu espaço para que, quem já era idiota, ficasse ainda mais. O Hélder è um claro exemplo disso», rematou.

 

VEJA TAMBÉM:
Soraia confronta Hélder com a verdade e ele explica-se: «Não estava à espera disto»
Slávia sem maquilhagem para o seu tom de pele. BB assume erro e marca explica-se

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução TVI e redes sociais

 

 

ATENÇÃO!

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:
  1. aceda a www.lojadasrevistas.pt
  2. escolha a sua revista
  3. clique em COMPRAR ou ASSINAR
  4. clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
  5. introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
  6. pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB
Top