“Homem renovado”: Marco Paulo vence doença e mostra vontade de regressar aos palcos

Radiante. É desta forma que se sente Marco Paulo, que depois de dois anos de uma intensa batalha contra o cancro da mama volta a “reviver”.

16 Mai 2021 | 13:47
-A +A

Em 1996 foi-lhe diagnosticado um cancro no cólon. Venceu a doença contra todas as expectativas, depois de lhe terem dado apenas três meses de vida. Mais de vinte anos depois Marco Paulo viria a enfrentar uma nova batalha contra esta patologia, que agora diz ter voltado a superar. “Já enfrentei vários problemas de saúde complicados, alguns com meses de vida que me chegaram a dar, e portanto é uma prenda. Para mim o mais importante foi quando a médica me disse que estava tudo bem deste problema da mama, do lado direito e do lado esquerdo, porque tenho que fazer exames aos dois porque pode passar de um lado para o outro, e que já podia fazer a minha vida normal, podia cantar muito”, disse sublinhando que fez todo os exames necessários para garantir que poderia voltar a ter uma vida mais ativa: “Fiz exames aos pulmões, fiz à cabeça, e nesse aspeto estou bem. Estou um homem feliz, renovado. Sei que os meus problemas de saúde estão bem porque os exames que fiz revelam isso e estou muito feliz.”

A viver uma nova fase, o intérprete de 76 anos, revela ser um homem abençoado: “Estou ótimo! Voltei a reviver a viver, a ser abençoado por Deus e Nossa Senhora depois de várias lutas. Venci mais esta batalha que podia ter sido fatal, porque todos os problemas que tenho tido normalmente são problemas… que quando acontecem são coisas já de morte, se não fosse a tempo podia ter morrido e se não tratasse a coisa a tempo já era mais difícil”, exclamou.

Visto como um exemplo de superação, Marco Paulo confidenciou que, desde o início do diagnostico, em 2019, se mostrou bastante positivo e esperançoso. “É uma ajuda muito importante para quem sofre na carne de doenças complicadas e é uma ajuda eu ter sempre  este espírito, este sorriso e esta maneira de enfrentar as contrariedades da vida que me dá esta força para eu poder transmitir aos outros que eles também podem conseguir. Eu não sou diferente de ninguém”, teceu, reforçando que pretende ser um exemplo para todos aqueles que lutam contra o cancro.  “Quero transmitir às pessoas que podem conseguir dar a volta e superar os seus problemas. Nunca devem desistir nem desanimar. Eu às vezes até penso que é milagre. As coisas são tão complicadas e eu sofro tanto na carne, as dores que tenho, as lágrimas que choro, mas sempre a pensar que posso dar um testemunho de esperança. Sou o Marco Paulo mas não deixo de ser uma pessoa normal.”

Com mais de 50 anos de carreira, Marco Paulo que viu a sua popularidade disparar nos anos 80, tornando-se numa das figuras mais respeitadas do nosso País, já só pensa em recuperar o tempo perdido e voltar a estar perto do seu público. “Agora com este problema da pandemia vamos ter que aguardar, mas quero voltar aos palcos. Entretanto vou gravando. Gravei há pouco tempo duas músicas”, contou entusiasmado, prosseguindo: “Chamam-se Jesus Salvador e Adeus, Adeus (Bella Ciao), que já estão disponíveis nas plataformas digitais. Agora quero gravar um cd, que espero que saia antes do verão, porque as pessoas gostam de ter nas suas mãos para ouvirem e verem as imagens.”

Além disso tem mais projetos pensados: “Vou fazer a experiência de gravar duas músicas em espanhol, que eu já há muito tempo sonho gravar. A primeira música que cantei foi uma espanhola e agora vou gravar duas para incluir no próximo álbum. Tenho também músicas do Miguel Gameiro, e do José CID. O José Cid é um ótimo compositor e letrista e faz temas lindíssimos, espero que este se adapte à minha voz para eu gravar”, referiu, sublinhando: “Vão aparecer também uma novidades muito interessantes que espero que o publico português que gosta de ouvir o Marco Paulo aceite bem. Agora preciso é ter saúde. Sem saúde não faço nada. Mas depois da tempestade a bonança e espero que os portugueses me acompanhem nestes projetos.”

Nos palcos em setembro

Em virtude da pandemia que continua a não dar tréguas, MARCO PAULO que já viu o seu concerto na sala do Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota, no Porto, adiado por duas vezes, deverá atuar nesta sala a 18 de setembro “se a Pandemia deixar”. “É um concerto que estava esgotado quando era para fazê-lo.”

Texto: Telma Santos (telma.santos@impala.pt); Fotos: Divulgação

Veja também:
Se têm algum problema, é com eles”: Marco Paulo está “magoado” e acusa TVI de mentir
É oficial: Marco Paulo assina com a SIC

PUB