Humorista CONDENADO a seis meses de prisão por PIADAS SOBRE DEPUTADA

Danilo Gentili, humorista e apresentador brasileiro, foi condenado a uma pena de prisão de seis meses e 28 dias. Em causa está um vídeo sobre uma deputada federal.

12 Abr 2019 | 0:30
-A +A

Danilo Gentili, conhecido humorista brasileiro, vai recorrer da decisão da justiça, depois de ter sido condenado a uma pena de prisão de seis meses e 28 dias em regime semiaberto. Em causa estão alegadas injúrias à deputada federal Maria do Rosário Nunes.

A deputada processou o humorista em 2017, depois de este ter publicado um vídeo no Youtube onde rasgava uma proposta de um acordo extrajudicial. No documento, a deputada propunha que Gentili apagasse tweets ofensivos, na qual a sua pessoa era visada.

Veja o vídeo

No vídeo, que pode ver acima, o humorista mostra o documento onde a deputada lhe propunha um acordo extrajudicial, rasgando-o em seguida.

A juíza federal Maria Isabel do Prado determinou que o humorista «injuriou, através de vídeo veiculado na internet, a deputada federal, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe alcunha ofensiva, bem como expôs, em tom de deboche, a imagem dos servidores públicos federais e a Câmara dos Deputados».

 

Bolsonaro apoia Gentili

 

Danilo Gentili vai recorrer da decisão e já tem o apoio do próprio presidente brasileiro. No Twitter, Jair Bolsonaro defendeu o humorista.

Bolsonaro foi processado pela mesma deputada por, em 2014, dizer que nunca a violaria por ser «muito feia». O atual presidente brasileiro foi condenado a pagar uma indemnização no valor de 2300 euros.

 

Veja mais:
Katia Aveiro revela apoio a Bolsonaro
Alexandre Frota é deputado do governo de Bolsonaro

 

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: AG News e redes sociais

PUB
Top