Humorista português DEPORTADO conta tudo: «Estava cheio de tesão com a viagem»

Diogo Faro foi impedido de entrar em território iraniano depois de ter dito que era comediante. Agora, conta detalhadamente o que realmente aconteceu.

05 Abr 2019 | 8:50
-A +A

Diogo Faro não viveu para o susto. O humorista teve, na segunda-feira, dia 1 de abril, aquela que pode bem ter sido a experiência mais atribulada da sua vida. O comediante aterrou no Irão, «depois de quase 24 horas de viagem em que mal» dormiu, mas acabou por ser impedido de visitar aquele país do Golfo Pérsico.

Agora, Diogo Faro conta detalhadamente o que se passou, numa mensagem publicada no Instagram. «O dia em que fui deportado do Irão por ser comediante», começou por escrever.

«Fui deportado, e desta parte vocês já estão todos a par, até porque eu sou um bocado histérico e vim logo para o Instagram fazer queixinhas. Estava cheio de tesão (muito entusiasmado, vá, se quiserem antes um eufemismo) com a viagem ao Irão. Três semanas de mochila as costas, sozinho, num país rico em História, gente boa e boa comida, e claro, laivos ditatoriais. Como não gostar? Segunda de manhã voei para o Dubai, fiz uma escala de 7 horas e voei para Teerão», pode ler-se.

Diogo sabia que «não havia problema em fazer o visto à entrada», uma vez que tem passaporte português.

 

«Nome da mãe não é preciso porque as mulheres são inferiores»

 

«Cheguei, paguei o visto e o seguro, preenchi um pequeno formulário com o meu nome, nome do pai – nome da mãe não é preciso porque as mulheres são inferiores – e a minha profissão. Escrevi ‘comediante’. Não foi mesmo entre aspas como o pessoal que quer tentar ofender os comediantes faz, foi só agora aqui no texto para destacar a palavra. ‘Ya, tipo o Faro foi barrado porque é…’comediante’. Lol. Menos’. Havia outros portugueses a fazer ali o visto. Foi-lhes concedido. Havia australianos, russos, chineses e mais umas quantas nacionalidades. A todos lhes foi concedido o visto», continuou.

«A mim tardava muito uma resposta, até que lá vieram falar comigo.

– O que é isto? Comediante?

– Sim comediante…

– Hmm… Tipo o quê? Stand-up?

– Sim, stand-up, escrita e assim.

– És famoso em Portugal? Quão famoso?

– Não sei… Mas qual é o objetivo de qualquer das formas? Há algum problema?

– Não, não. Nenhum problema.

Claro que não. ‘Problem’ nenhum, como já sabemos».

 

«You? Deport»

 

Diogo prosseguiu revelando que as horas foram passando e que não tinha qualquer informação. «Resolvi ir insistir. A resposta foi lacónica: ‘You? Deport’. Perguntei várias vezes porquê. ‘Deport, deport.’»

A publicação conta já com milhares de gostos e dezenas de comentários.

 

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais | Fotografias: reprodução Instagram

PUB
Top