I Love Portugal: Filomena Cautela e Vasco Palmeirim, a dupla dinâmica da RTP

Estação pública testou com sucesso os dois apresentadores no Festival da Canção e faz nova aposta com I Love Portugal, cuja estreia está marcada para 11 de agosto.

22 Jul 2019 | 20:50
-A +A

«Este senhor é um dos maiores profissionais que temos a trabalhar em televisão hoje em dia». A declaração é de Filomena Cautela, que define assim Vasco Palmeirim, com quem fará dupla na condução do concurso I Love Portugal. A estreia desta nova aposta da RTP1 está agendada para 11 de agosto e manter-se-á na antena do canal, todos os domingos, até 6 de outubro, dia de eleições legislativas.

A escolha da dupla para o formato de entretenimento produzido pela Shine Iberia é a concretização de uma aposta da própria estação iniciada há cerca de meio ano, quando Cautela e Palmeirim se juntaram pela primeira vez na final do Festival da Canção. A experiência não podia ter corrido melhor.
«Tentamos sempre que haja coisas novas. É um desafio para os profissionais que trabalham connosco, porque criar uma dinâmica de dupla implica uma disciplina diferente. Nem sempre isso é possível por causa de agendas incompatíveis. Neste caso fomos felizes. Quando os juntámos no Festival foi já com esta ideia e resultou: eles funcionam lindamente», vaticina o diretor de programas da RTP1, José Fragoso, em declarações aos jornalistas durante a apresentação de I Love Portugal à imprensa.

Também o produtor executivo Hélder Marques frisou que esta é a «dupla de sonho».

 

«Nós jogamos o mesmo campeonato»

A opinião de Vasco e Mena, como é carinhosamente tratada, é idêntica. «Nós trabalhámos essa vez juntos e assim que o Festival acabou, e ainda com a adrenalina do momento, dissemos logo que tínhamos de voltar a fazer alguma coisa. Quando o Zé [Fragoso] me falou do I Love Portugal, que ia ser com a Mena, disse logo para contarem comigo. Nós jogamos o mesmo campeonato», atira o também radialista da Comercial e apresentador de Joker e The Voice Portugal.

Filomena, que estará ainda no ar com um outro formato – cuja mantido no segredo dos deuses – e, no outono, com mais uma edição de 5 para a Meia Noite – afina pelo mesmo diapasão. «Somos farinha do mesmo saco. É muito fácil comunicarmos um com o outro sem dizermos nada. Sendo que só apresentámos juntos o Festival, este tem sido um encontro muito feliz», confessa.

«O 5 é um processo muito mais doloroso»

Habituada a não ter contracena e a estar sozinha à frente de formatos que não se impõem a si mesma, Filomena não esconde a satisfação por ter alguém a seu lado que «fala a mesma língua». E, inevitavelmente, compara a apresentação ao lado de Vasco Palmeirim com a condução «mais solitária» de 5 para a Meia Noite, que estabelece como «um processo muito mais doloroso e difícil».

É precisamente esta dupla que Vasco Palmeirim gostava de repetir: «A Mena é uma profissional do caraças. Parece que a conheço desde sempre, que crescemos juntos. Se nas próximas férias voltar a haver I Love Portugal, gostava de voltar a fazer, mas com ela», termina.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Helena Morais

 

Veja mais aqui:

 

Filomena Cautela e Vasco Palmeirim de novo juntos… e por Portugal!
Vasco Palmeirim e Filomena Cautela: 2019 É DELES!

 

PUB
Top