Iasmin Lira revela ter passado por depressão profunda: “Só queria morrer”

Iasmin Lira percorre Curva da Vida em lágrimas, fala da rejeição do progenitor, das críticas da avó e do momento em que só queria morrer.

12 Nov 2023 | 23:58
-A +A

Um dos momentos mais emocionantes da última gala do Big Brother aconteceu quando Iasmin Lira foi desafia a percorrer a Curva da Vida. A modelo começou por desabafar ter sido “rejeitada pelo progenitor”. Ainda assim, e com a presença daquele a quem chama pai e diz amar de forma incondicional, salienta ter tido uma infância boa até ao momento em que fez 12 anos.

Leia ainda: Irmã de concorrente recorda as dificuldades no Brasil e reage ao ódio nas redes sociais

Já em Portugal, os negócios do pai não correram como desejado e tiveram de vender tudo. O que implicou também o regresso ao Brasil. Seguiu-se a separação dos pais e, pouco tempo depois, a mãe viajava para Portugal para ajudar a família. “Só queria o abraço da minha mãe”, desabafa em lágrimas. E é num pranto que recorda o momento em que a avó materna lhe dizia que “nunca ia ser ninguém na vida” e que a mãe não gostava de si.

“Só queria morrer”

Foi nessa altura que Iasmin Lira entrou numa depressão profunda. “Não gostava de mim, não conseguia olhar-me ao espelho”, revela. “Só queria morrer. Não queria estar aqui. Ninguém se importa”, acrescenta. Foi então que o Big perguntou se a concorrente tinha feito mal a si. “Sim”, respondeu. Iasmin Lira deslocou-se ao hospital e diz ter saído de lá ainda pior do que quando entrou. Refugiou-se na moda e diz ter encontrado apoio na “Fé e em Deus”. Elogia ainda o namorado Osvaldo, a quem chama amor da sua vida. Salientando a importância que teve para que descobrisse o amor próprio. Agora, diz estar a viver um sonho na casa mais vigiada de Portugal.

Linhas de apoio emocional e de prevenção do suicídio:

Linha SNS24 (disponível 24h todos os dias)
808 24 24 24

Voz de apoio (21h-00h)
22 550 60 70

SOS Estudante (22h – 01h)
23 948 40 20/ 91 524 60 60/ 96 955 45 45

Telefone da Amizade (16h-23h)
22 832 35 35

Conversa Amiga (15h-22h)
808 237 237/ 210 027 159

SOS Voz Amiga (15h30-00h30)
21 354 45 45/ 91 280 26 69/ 96 352 46 60

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Impala e reprodução Instagram
PUB