Imagens chocantes em Quer o Destino: Vitória é raptada e torturada por Mateus

Mateus continua a espalhar o terror e a enfermeira cai nas suas garras. Veja as imagens da crueldade do vilão da novela da TVI Quer o Destino.

03 Jul 2020 | 21:00
-A +A

As emoções estão ao rubro na novela Quer o Destino, da TVI. Tal como a nossa revista já lhe contou, em primeira mão, Mateus (Pedro Sousa) e Catarina (Maria José Pachoal) descobrem a verdadeira identidade de Vitória (Sara Barradas) e armam-lhe uma armadilha. Saiba como tudo se vai passar.

No dia seguinte, mandam uma mensagem anónima à enfermeira a combinar um encontro num barracão abandonado. Seguem de carro, Marcos (Pedro Teixeira), Mateus e a mãe. Marcos não quer participar e alega que não é um criminoso, mas a mãe recorda-o que violou uma rapariga. Vitória, a medo, entra no barracão, muito insegura, ao ver o local abandonado, percebe que tem de sair dali, mas nesse momento, Mateus imobiliza-a com um pano com clorofórmio no nariz.

Vitória tenta libertar-se desesperada e o veterinário diz-lhe: «Vais ter a paz que tanto procuras.» A enfermeira perde os sentidos e quando acorda já esta amarrada. A enfermeira fica perplexa ao ver também Catarina e percebe que já sabem o seu segredo. «Não era isto que estava nos planos, mas agora não há nada a fazer. Por que é que se infiltrou na minha casa? Na minha família! Quem é que sabe o que aconteceu naquele dia? A quem é que você contou essas mentiras todas?», pergunta a patroa.

Ela não responde e Mateus dá-lhe vários estalos, até que ela começa a falar. «Não contei a ninguém. Voltei à procura de justiça… para me vingar. Violaram-me e mataram o meu pai. Eu sei que foram vocês.» Catarina diz-lhe que vai deixá-la a sós com Mateus e a enfermeira implora: «O Mateus é louco… não me deixe aqui com ele. Sabe bem do que ele é capaz! Por favor, estou a pedir-lhe! De mulher para mulher…», mas sem sucesso.

O veterinário sorri, pega num bisturi e afirma: «Nunca devias ter voltado, Margarida. É tão excitante ver-te assim… assustada. Traz-me boas recordações. Foi a senhora enfermeira que me transformou no que sou hoje. Foi consigo que aprendi o que é sentir-me vivo… com o sangue a correr pelas veias», diz, enquanto lhe faz um corte no rosto. Em fúria, ela acusa: «Devias estar preso ou morto.» O veterinário volta a agredi-la. «Cada vez mais rebelde, Margarida! Deves ter o diabo dentro de ti. Mas não te preocupes…estás quase a ir ter com o teu querido pai», responde, puxando-lhe o cabelo com força.

 

«Liberta-me, por favor»

 

Enquanto isto, Lucas (Filipe Vargas) estranha o desaparecimento de Vitória e liga-lhe várias vezes. Começa a ficar preocupado por ela não atender. Mateus certifica-se que ela esta bem amarrada e deixa-a presa e drogada no barracão. De volta a casa, diz à mãe que no dia seguinte termina o serviço. A amiga de Carlos (João Vicente) chora, apavorada, sozinha na escuridão e sonha com a filha.

Na manhã seguinte, o vilão regressa e ela continua a debater-se para se soltar. «Liberta-me, por favor…», implora. Mateus coloca-lhe um pano na boca para ela não gritar. «Sim, vou libertar-te de ti mesma e dos teus pecados», diz-lhe. Começa a regar o chão com petróleo. A enfermeira percebe o que ele vai fazer, mas já não tem forças para reagir e cai inanimada. Mateus coloca-lhe as mãos cruzadas em cima do peito, coloca-a na «posição própria» para morrer e acende o isqueiro. Cá fora, olha para a casa em chamas, sente-se, livre e grandioso, e reza: «É pelo fogo que se purificam os pecados. Obrigado, Senhor.»

Mais tarde, Marcos vê o barracão a arder e quer chamar os bombeiros, mas a mãe não deixa. Aproximam-se e Catarina vê o terço do filho no chão. «Meu Santo Deus, será que ele está lá dentro…? Marcos, salve o seu irmão», pede. Este avança pelo meio das chamas, vê Vitória desfalecida no chão, hesita se a salva ou não, acaba por deixá-la ficar ali resolvendo o problema de uma vez por todas. Marcos sai a tossir, avisa: «O Mateus não está lá dentro. Mas está a Vitória.»

 

Texto: Neuza Silva; Fotografias: Divulgação TVI

PUB
Top