Indignação fora do “Big Brother”: Expulsão de Hélder por saudação nazi divide famosos

Hélder Teixeira foi expulso do “Big Brother” por ter feito a saudação nazi. Fora do reality show da TVI, famosos dividem-se quanto à decisão: há quem concorde e quem critique a produção.

29 Jan 2021 | 15:00
-A +A

A expulsão de Hélder Teixeira do “Big Brother – Duplo Impacto” mereceu centenas e centenas de reações, entre anónimos e figuras públicas. O agora ex-concorrente do reality show da TVI realizou de forma repetida a saudação nazi, apesar de ter sido advertido por alguns colegas da gravidade da ação. Nas redes sociais, são várias as reações de famosos à sanção do soberano da casa mais vigiada do País.

Foi o caso de Érica Silva. A ex-participante da quarta edição da “Casa dos Segredos”, também da estação de Queluz de Baixo, concorda com a decisão que ditou a expulsão do nortenho. “Um concorrente faz isto num programa televisivo e é expulso (e bem)”, escreveu a veterana dos reality shows no InstaStories, ferramenta do Instagram, acompanhado de uma montagem fotográfica na qual é possível ver Hélder e André Ventura, ex-líder do partido Chega!, a realizarem a saudação nazi.

Iva Domingues, que abandonou recentemente a apresentação do “Extra” do “Big Brother – Duplo Impacto” para assumir um novo desafio profissional, também reagiu ao sucedido. “Fez a saudação nazi. Foi avisado da gravidade do gesto. Voltou a repetir. Foi expulso. Não poderia haver outra decisão. A ignorância não pode ser desculpa para a perpetuação do ódio e do momento mais negro e trágico na história“. escreveu, nas redes sociais.

Houve, contudo, quem não concordasse com a sanção atribuída ao ex-concorrente de Santa Maria da Feira. Débora Picoito foi uma delas. “Era preciso expulsão? Concordas? Eu não”, começou por dizer a ex-concorrente da “Casa dos Segredos”, que considera que lhe devia ter sido feita uma “chamada de atenção”. “Querem ficar todos bem na televisão. Merd* para o politicamente correto”, acrescentou, numa publicação feita nas redes sociais.

Luís Nascimento, também ele ex-participante da “Casa dos Segredos” e irmão de Cláudio Ramos, foi mais longe e considerou uma “vergonha” e uma “tremenda injustiça” a decisão tomada pelo “Big Brother”. “Maior vergonha o que estão a fazer! Vergonha. Só tenho a dizer. TVI, produção, Endemol, já me deram muito a ganhar. Mas não me posso calar perante tremenda injustiça. Uma tempestade num copo de água. Quem nunca disse ou falou do Hitler ou até mesmo contar uma anedota. Em bom português: vão se f**** todos!”, disse.

 

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top