Inês Gutierrez revoltada com críticas ao Governo: “Temos de cumprir a nossa parte”

O País está em confinamento e, se muitos usam as redes sociais para criticar as medidas impostas pelo Governo, outros apelam à compreensão nesta fase. Inês Gutierrez é uma dessas vozes de “revolta”.

22 Jan 2021 | 16:40
-A +A

O País está em confinamento e, se muitos usam as redes sociais para criticar as medidas impostas pelo Governo, outros apelam à compreensão nesta fase tão difícil para todos. Inês Gutierrez é uma dessas vozes de “revolta”.

A apresentadora da TVI escreveu um longo texto no Instagram, onde alertou os seguidores para as mensagens menos positivas que tem lido. “Que dias de m****! Não faço ideia do que hei de escrever. E olhem que isto é raro… mas ando assim: sem saber o que pensar, o que dizer, como consolar. Qualquer coisa parece pequenina no meio de tudo o que está a acontecer” começa por escrever.

E continua… “É exatamente isto que penso quando me dizem ‘ridículo, as medidas deviam ser A e não B, não é justo…’. Claro que há imensa coisa que não é justa, sofro com isso diariamente na pele, como freelancer que sou… mas isto é tão maior do que isso”, realça.

Temos de cumprir a nossa parte

“A proporção é outra neste momento: temos de cumprir a nossa parte independentemente do facto de o vizinho do lado o estar a fazer ou não, da mesma forma que não vamos todos começar a passar os sinais vermelhos na estrada só porque há alguns prevaricados que o fazem. Tenho ouvido tanta estupidez nestes últimos tempos. O problema que estamos a viver é tão maior! Temos de ficar em casa, ponto. Se não tivermos a opção de trabalhar em casa, temos de ir trabalhar o mais protegidos possível e regressar para casa, ponto”, alerta.

Cada um, melhor do que ninguém, sabe o que tem de fazer

“O que é mais importante: contornar a lei em nome do nosso egoísmo, ou simplesmente fazer o que nos compete para combater uma pandemia que nos está a destruir, que nos está a fazer parar no tempo, que está a dar cabo da nossa economia, dos nossos recursos – humanos e técnicos -, do nosso país, que está a acabar relações, que está a fazer-nos perder a nossa essência, que nos está a tirar grande parte dos prazeres da vida e, sobretudo, que nos tem MATADO diariamente!?”, questiona com revolta.

E finaliza: “Cada um, melhor do que ninguém, sabe o que tem de fazer e, mais, o que pode ou não fazer, dentro dos limites das suas possibilidades. Por favor, façam a vossa parte! Vamos lá fazer aquilo que tem de ser feito, pelo mesmo fim.”

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução Instagram
Leia também:
Inês Gutierrez faz subir os termómetros com foto em topless. Veja a imagem!

PUB
Top