Inês Martins confessa desilusão com Camejo: « E eu via-o como um avô»

Inês Martins revela que o agricultor Filipe Camejo nunca aceitou o facto de os dois nunca se terem envolvido e que as mentiras inventadas por outra concorrente deram cabo da relação.

07 Set 2019 | 21:50
-A +A

Durante as gravações da primeira edição do programa da SIC Quem Quer Namorar com o Agricultor?, Inês Martins sempre esteve muito próxima de Filipe Camejo, mas as coisas azedaram e hoje em dia já nem se falam. Segundo a própria, na base deste corte de relações esteve a sua indisponibilidade para se envolver com o agricultor e ainda várias mentiras inventadas sobre si por parte de outra candidata.

Foi em plena Praia do Cabeço, em Monte Gordo, onde a loira se encontra a trabalhar para o restaurante Sem Espinhas – Natura Beach, a fazer divulgação em mãos e digital, que a TV 7 Dias se cruzou com ela. Enquanto aproveitava as horas de folga que vai tendo durante o dia, Inês aceitou conversar em exclusivo com a nossa/sua revista sobre a sua participação no programa da SIC e fez algumas revelações sobre a sua relação com Filipe, que é hoje inexistente.

Para a cabeleireira, o pós-programa foi uma fase «muito triste». «O Filipe chamou-me hipócrita, tudo porque achou que eu me estava a fazer a ele, quando isso nunca aconteceu. Eu sempre fui muito sincera com ele. O amor não cresce assim, eu não me apaixono facilmente por ninguém. O ser divertida e brincar
com ele pode ser com amizade.»

Apesar de ter tentado ir mais longe com Inês, Filipe nunca conseguiu, pois, embora houvesse abraços, que passaram no programa, faltava uma coisa muito importante para a cabeleireira: «Primeiro, não houve atração. Depois, era um homem que parecia romântico, mas nem sempre o era. Machista, eu sempre
disse que ele era. E eu via-o como um avô. Nem era pai, era avô. Velho, careca, eu não conseguia sentir atração por nada. Uma parte que ele tem, que poucos homens têm, é sentido de humor, e isso eu gosto muito. Mas só sentido de humor não chega para uma relação.»

Além de não ter sentido química, Inês revela que houve também mudanças no comportamento do agricultor de que não estava à espera. «O Filipe que vocês viram na televisão, que é aquele que não
se metia em brigas, que apaziguava muito as nossas brigas, eu só vi isso em frente às câmaras. Porque, quando acabou o programa, ele deixou-se manipular, deixou-se ir nessa conversa de mentiras e enredos que a Sara fez. Logo aí, se fosse outra pessoa, ele dizia: ‘Sara, esse é o teu problema com ela, eu não tenho essa opinião sobre a Inês’, e sabia separar as coisas. Mas eu acho que foi também por ele se sentir magoado por mim, no aspecto de eu não querer nada com ele. Ele chegou a dizer que eu me estava a fazer difícil, mas quando acabassem as câmaras ele pensava que ia rolar alguma coisa», esclarece.

Das mentiras ao corte de relações

Inês considera que os principais motivos para os seus problemas com Filipe foram as mentiras inventadas por Sara Silva a seu respeito. «A Sara fez-se muito minha amiga e só no pós-programa é que eu descobri quem era a Sara, quando no dia da despedida de solteira me vieram dizer que tinham uma opinião diferente sobre mim porque a Sara lhe foi inventar coisas sem noção», começa por dizer a cabeleireira.

«O que ela inventou sobre mim foi que eu dava notícias para as revistas», o que fez com que o agricultor lhe virasse as costas. «Nós tínhamos um grupo entre nós e o Filipe disse que já sabia quem é que andava a dar informações para as revistas, que era eu, e que me ia bloquear naquele momento. Eu li e naquele dia bloqueou-me», explica.

Mas não foi apenas esta mentira que Sara andou a veicular. Outras existiram. Inês veio a saber delas
por terceiros: «A minha menina, a Kika, é que me contou outra coisa. Que a Sara uma vez começou a dizer que a miúda estava a beber álcool e que o pai a deixava. Era uma ginja pequena com sumo ou água lá metida. Eu ri-me, naquela, nós não somos nada à menina para estarmos a ralhar com ela. O pai é que tem de o fazer. Na educação dos meus filhos meto-me eu, na educação dos filhos dos outros eu não me meto. Então ela foi dizer à menina que eu achava muito mal ela ter estado a beber aquilo e que ia dizer ao pai dela. Ela distorcia as conversas», acusa.

Estas mentiras levaram a que, no dia em que foi gravado o noivado de Isabel e João Neves, Inês fosse
colocada numa mesa diferente da de Filipe, o que a deixou bastante afetada. «No dia do noivado, eu pensei para mim que não me ia colocar outra vez de parte, não estava ali para ficar triste com coisas que são injustas e são mentiras, então levantei a cabeça. Mas estivemos na mesa à parte e custou-me não ficar na mesa do Filipe porque nós éramos tudo e, de repente, não éramos nada por causa de mentiras. Nessa altura, ele já não me falava. Ele bloqueou-me das redes. Liguei-lhe cinco vezes e ele não me atendeu. Ele nem me deu justificação», lamenta.

No meio de tudo isto, quem também sai a perder é a filha do agricultor, com quem Inês criou laços afetivos. A este respeito, a cabeleireira explica: «Ela tentou combinar algumas vezes comigo para nos encontrarmos, mas eu disse que, às escondidas, nem pensar. Ir lá também não, porque não me sinto bem em ir lá, ele nunca me pediu desculpa. Tentei falar com ele várias vezes, mas ele não está aberto a isso. Não ia aparecer na Aldeia da Ponte à toa porque tenho receio de como é que iria ser tratada por ele. É tão estranho porque eu conheci um Filipe completamente diferente do que ele agora está. Ele é o que está a ser agora, eu é que vi um outro Filipe no início.»

Texto: Carla Ventura; Fotos: Zito Colaço

 

(texto originalmente publicado na TV 7 Dias 1694)

 

Veja mais:
Ex do agricultor Filipe Camejo APANHADA A ROUBAR!
Filipe Camejo quer Inês Martins, mas ela sofre trauma com «ex»!

PUB
Top