Irmã de Meghan Markle apela: «dá-lhe a alegria de demonstrares que o amas»

A relação de Meghan Markle com o pai vai de mal a pior. Samantha Markle implora à duquesa que entre em contato com o pai «nos seus últimos anos de vida».

26 Dez 2018 | 13:20
-A +A

A relação de Meghan MarkleThomas Markle está a atravessar períodos conturbados. Nesta época natalícia Samantha Markle implorou à irmã que entrasse em contato com o pai.

Segundo o jornal britânico, The Mirror, Samantha enviou um postal de natal a Meghan onde apela: «O tempo natalício é para estar em família e é uma época sentimental. O pai tem tentado entrar em contato contigo e magoa-o o facto de o ignorares».

«A vida é curta e tu sabes que o pai é maravilhoso. Por favor, dá-lhe a alegria de demonstrares que o amas nos seus últimos anos de vida. Agora é a altura», terminou.

Leia mais: Mãe de Meghan Markle REJEITA convite de Rainha Isabel II

 

«Eu fiz dela a duquesa que é hoje»

Desde que se tornou a duquesa de Sussex, são constantes as críticas que Meghan Markle tem recebido por parte do pai. Numa entrevista ao Mail on Sunday, em julho, o antigo diretor de iluminação deu uma das entrevistas mais polémicas.

«O que me irrita é o seu sentido de superioridade. Eu fiz dela a duquesa que é hoje. Tudo o que ela é, deve-se a mim», afirma.

O pai da duquesa de Sussex acusa, ainda, a realeza de cortar todos os tipos de comunicação.

«Estou muito magoado por ela me ter excluído completamente da sua vida», diz. «Eu tinha os contactos das suas assistentes pessoais no palácio, mas depois de criticar a forma como a família real está a mudar a Meghan, eles excluíram-me», conta.

Veja ainda: Meghan Markle COMPLETAMENTE à TOA: «ela está a FINGIR»

 

«Digo que estou prestes a atingir o meu limite com eles. Querem que seja silenciado, que me vá embora. Mas não vou ver silenciado. Eu recuso-me a ficar calado», afirma.

Thomas diz, com mágoa, que a filha parece ter-se esquecido de onde vem. Que já não se lembra que morou com ele até aos seis anos de idade, altura em que se divorciou da mãe de Meghan. E que aos 11 anos, voltou a viver com o pai até entrar para a faculdade, aos 17 anos.

«Eu estava a ter uns bons anos, estava a ganhar bastante dinheiro e podia dar-lhe o melhor, com uma boa escola , uma boa educação, uma boa casa. Mas recebi algum reconhecimento por isso?», questiona. «Algum agradecimento? Ela agora nem sequer me fala. Quão frio é isso?».

Apesar de tudo, Thomas Markle deixou uma declaração pública de amor à filha, a quem se refere como o seu tudo. «Amo-a e amarei sempre.»

Texto: Redação WIN – Conteúdos digitais/ Fotos: Reuters

 

 

PUB
Top