Ivo Lucas em tribunal para ser ouvido no caso da morte de Sara Carreira

Julgamento da morte de Sara Carreira inicia-se a 24 de outubro e Ivo Lucas, então namorado da filha de Tony Carreira, é ouvido a 27 do mesmo mês.

03 Out 2023 | 7:42
-A +A

Passaram quase três anos desde a morte de Sara Carreira na sequência de um grave acidente de viação. E foi este o tempo necessário para esperar pelo início do julgamento que já tem data para arrancar. A primeira sessão está marcada para 24 de outubro. Sendo que a 27 do mesmo mês, Ivo Lucas, então namorado da filha de Tony Carreira e condutor da viatura, será ouvido em tribunal.

Leia ainda: Ivo Lucas pede ao Tribunal para ser absolvido e aponta “armas” a Cristina Branco

Recorde-se que Ivo Lucas, que está acusado de homicídio negligente, garante não ser responsável pela morte da namorada. A fadista Cristina Branco, igualmente envolvida no acidente de viação ocorrido na A1, está acusada do mesmo crime.

Tony Carreira critica arguidos: “Nenhum me mandou mensagem”

Tony Carreira esteve em tribunal para ouvir a decisão instrutória no caso da morte de Sara Carreira que foi anunciada a 27 de março. Na sessão, na qual nenhum dos arguidos esteve presente, o juiz de instrução criminal do Tribunal de Santarém anunciou que os quatro arguidos vão a julgamento. Ivo Lucas, Cristina Branco e Paulo Neves foram pronunciados por homicídio negligente no caso da morte de Sara Carreira e Tiago Pacheco vai a julgamento por condução perigosa. No caso de Ivo Lucas e Paulo Neves foram pronunciados por homicídio por negligência grosseira. O juiz deliberou que “todos os arguidos agiram de forma livre e consciente”. E acrescentou que, “se tivessem agido em conformidade”, a morte de Sara Carreira poderia ter sido evitada.

Juiz defende que morte de Sara Carreira podia ter sido evitada

O juiz referiu que na altura do acidente, o piso estava em boas condições e sem lençóis de água e que a fadista Cristina Branco não travou nem se desviou a tempo, tal como Ivo Lucas. O juiz considerou ainda que ambos os arguidos seguiam ‘distraídos’. Já Paulo Neves seguia em infração e tinha consumido álcool. À saída do tribunal Tony Carreira pronunciou-se aos jornalistas: “Não tenho absolutamente nada para dizer. Volto a dizer o que disse muitas vezes, sei perfeitamente como isto vai terminar. Vai terminar simplesmente a dizer-se que perdi a minha filha. Nada vai acontecer a ninguém. Só lamento que nenhum dos arguidos me tenha mandado uma mensagem ou escrito uma carta a dizer ‘lamento muito aquilo que aconteceu’”, afirmou.

Fernanda Antunes, também presente, emocionou-se durante toda a leitura, tinha um lenço na mão e nunca tirou os óculos de sol. Fernanda Antunes emocionou-se logo no início assim que começaram a descrever o acidente e o juiz disse o nome de Sara Carreira. No final, a empresária saiu pelas traseiras não tendo falado aos jornalistas. A cantora e filha de Tony Carreira foi vítima de um violento acidente de viação na A1, em dezembro de 2020.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Impala e reprodução Instagram
PUB