Jessica Athayde segue pisadas de Kim Kardashian e decide comer placenta

Jessica Athayde revela que, a seguir ao nascimento de Oliver resolveu comer placenta, depois de ler muito sobre o assunto e perceber que pode ajudar a curar várias patologias.

22 Set 2019 | 8:50
-A +A

Jessica Athayde e Diogo Amaral são os grandes protagonistas de um documentário em oito episódios que retrata os altos e baixos da gravidez da atriz. Um testemunho sincero sobre os nove meses que antecederam a chegada de Oliver, nascido a 8 de junho no Hospital Cuf do Parque das Nações, em Lisboa.

No documentário,a recém-mamã, de 33 anos, abre o coração e as portas de casa. Revelou, entre muitos outros detalhes, os seus sentimentos mais profundos sobre esse período da sua vida, incluindo a separação de Diogo Amaral após quase dois anos de namoro. «Nesta altura, o Oliver tem quase três meses e já não estamos juntos», diz, no último capítulo, sem controlar as lágrimas.

Placenta com smoothies

É também num desses episódios que Jessica conta que quis comer a placenta. «Decidi comê-la em smoothies a seguir [ao parto], feitos por uma pessoa entendida. E essa pessoa também vai fazer cápsulas. Tenho lido muito sobre isso. Mas nada disto é certo», revela a atriz. Apesar da intenção, não se sabe, se Jessica chegou, realmente a concretizá-la.

A fazê-lo, Athayde junta-se a figuras como Hilary Duff ou Kim Kardashian, que ingeriram a placenta dos respetivos filhos. Os apoiantes desta prática, conhecida por placentofagia, afirmam que a placenta ajuda a curar e prevenir várias patologias. Em 2015, Kim Kardashian ofereceu um jantar à família em que lhes serviu… placenta assado no forno.

 

 

VEJA TAMBÉM:
Jessica Athayde revela em lágrimas que Diogo Amaral foi o grande amor da sua vida
Jessica Athayde e Diogo Amaral separados 3 meses após nascer Oliver

 

Texto: Ana Filipe Silveira | Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top