Jessica Athayde sobre Diogo Amaral: «achava que ele era MUITO GIRO, MAS ARROGANTE»

A atriz revela pormenores sobre a relação com Diogo Amaral e conta que, aos 18 anos, «teve uma paixoneta» pelo atual namorado.

08 Dez 2018 | 20:45
-A +A

Jessica Athayde despiu-se em Conta-me com És, na TVI. A atriz, grávida de três meses, falou sem tabus sobre todos os medos por que passou em criança e adolescente, das 48 horas que passou sem comer depois de saber que estava grávida de Diogo Amaral, da desilusão que teve com o fim do namoro com João Manzarra e de como começou a história de amor com homem da sua vida, Diogo.

Sem que nada fizesse prever, mostra que mantém uma boa relação com Vera Kolodzig, ex-companheira de Diogo Amaral e que, desde o início do namoro, sentiu um enorme carinho por Mateus, o filho do ator com Vera.

«Eu tive uma paixoneta pelo Diogo quando tinha 18 anos e ele tratou-me pessimamente, ao longo dos anos nunca tivemos uma relação, fiz uma novela com ele, aliás eu sempre achei que ele era bastante arrogante, achava que ele era muito giro, mas arrogante. Nos últimos anos fizemos alguns trabalhos juntos. Começámos a conviver devagarinho. Eu ainda estava numa relação», conta a Fátima Lopes.

Foi Diogo que se declarou

 

Jéssica recorda como tudo começou. «Quando saí da relação [com o empresário Gonçalo Lopo] tinha decidido que ia ficar sozinha. Recebi um telefonema do Diogo passados alguns dias a perguntar se podia falar comigo. Estava longe de achar fosse o que fosse», interrompe, para depois prosseguir.

 

Veja mais: Jessica Athayde revela dificuldades em engravidar

 

«Sentou-me numa mesa e disse-me: ‘Faz o que quiseres com esta informação, mas eu apaixonei-me por ti (…)’. Fiquei pregada ao chão. Disse-lhe que estava a sair de uma relação que queria estar sozinha e que não me via preparada. Ele insistiu e muito. Não desistiu», diz orgulhosa.

A atriz aproveita para se declarar. «Quando achei que estava na altura de ser mãe e que ele ia ser o pai dos meus filhos… Eu amo o Diogo. Sei que há relações que acabam, mas isso não significa que vou deixar de gostar dele e que ele vai ser um mau pai para o meu filho. Tomei esta decisão com muita certeza de que queria que o Diogo fizesse parte da minha vida para sempre», sublinha.

A reação de Mateus, filho de Diogo e Vera

 

Vera Kolodzig e Diogo Amaral namoraram cerca de quatro anos e terminaram a relação no início do ano passado. Da relação nasceu Mateus, de quatro anos, que desde o início Jessica adotou como seu enteado.

«Ser madrasta nunca foi um problema para mim. Eu sabia que ele tinha um filho e foi uma das coisas que mais me apaixonou no Diogo, vê-lo como pai. É apaixonante. Eu cresci com os meus pais separados. Quando vejo o meu irmão como pai ou o Diogo é apaixonante. Eu sabia que queria que o Diogo fosse o pai dos meus filhos quando comecei a conviver com eles. Eu disse-lhe: ‘Eu sei que já tens um filho, mas eu queria uma família’. E ele disse que também queria uma família comigo», assume.

Quanto à reação de Mateus à chegada do irmão, Jéssica garante que não podia ser melhor. «O Mateus reagiu muito bem, ele quer que irmão seja um rapaz. Queríamos esperar para lhe contar, tivemos uma conversa com ele, mostrei-lhe o vídeo do coração a bater, vi o vídeo muitas vezes. Tenho bastante sorte em ter uma criança tão amável e ter o apoio do Diogo e da Vera para que seja uma situação tranquila», sublinha.

Diogo é um homem romântico

 

A atriz admite que nunca teve«um namorado tão romântico como o Diogo». «Deixa-me flores, bilhetes pela casa, no carro. Eu não sou nada assim. Para mim foi uma novidade estar com uma pessoa que me mima assim», termina.

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top