Jéssica Galhofas, do Big Brother, à procura do pai biológico: “Não queria saber”

Jéssica Galhofas tem vindo a destacar-se no Big Brother. A futebolista define-se como “doida” e diz ter vindo para Portugal à procura de respostas sobre o pai biológico.

13 Set 2023 | 8:43
-A +A

Com o passar dos primeiros dias existem concorrentes que se vão destacando no Big Brother. Um desses casos é Jéssica Galhofas. A futebolista, de 35 anos, que está no Anexo, tem estado próxima de Francisco Vale e até já houve brincadeiras com cuecas e apostas de que a dupla irá protagonizar o primeiro beijo desta edição do reality show. Mas há muito mais para descobrir sobre a concorrente.

Leia ainda: Iasmin Lira, a miss que não esconde importar-se com fama, dá que falar

Até ao momento, Jéssica Galhofas é vista como uma das concorrentes com a história de vida mais marcante. “Cheguei de França e estou a viver na Costa da Caparica. Agora estou a viver num parque de campismo. Quando entram lá dentro é melhor que um Palácio, é como se fosse uma casa, completamente”, revela no vídeo de apresentação do Big Brother. Acabando depois por abrir o jogo sobre algo mais impactante. “Aos 17 anos descobri que o companheiro da minha mãe não era meu pai biológico. Então, em 2019 decidi vir a Portugal para ter a resposta às minhas perguntas e até ao dia de hoje nunca as tive. O meu pai só mandou mensagem a dizer que afinal não queria saber”, desabafa.

Jéssica Galhofas diz ser uma doida

Jéssica Galhofas destaca-se também por ser futebolista. “ A minha paixão pelo futebol vem desde pequenina, jogo a posição de lateral, sou uma jogadora agressiva. Não gosto de perder. Detesto”, revela. Por fim, fala sobre os cuidados que tem com a imagem. “Sou uma rapariga muito vaidosa. Eu cuido muito de mim. Tenho de estar com um rabo de cavalo perfeito, era capaz de repetir cinco ou seis vezes. O treinador às vezes passava-se comigo. Dentro de casa sou uma princesa, não gosto muito de limpezas. Arrumar é uma seca”, conta. Por fim, diz ser divertida e uma “doida”. “Não vou ser nenhuma planta”, termina.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Reprodução Instagram
PUB