Joana Amaral Dias aponta dedo a Marcelo e António Costa: “Burla católica”

Joana Amaral Dias não poupa nas críticas ao Presidente da República e ao primeiro-ministro. “Que triste retrato do País, afogado em jogos de azar”, diz.

16 Out 2023 | 8:28
-A +A

Chama-se Eurosorteio, é o novo jogo da Santa Casa da Misericórdia e já foi promulgado por Marcelo Rebelo de Sousa. Algo que deixa Joana Amaral Dias em fúria. A psicóloga e comentadora da TVI não poupa nas críticas ao Presidente da República e também ao primeiro-ministro, António Costa.

Leia ainda: Saúde do pai de psicóloga dá origem a processo crime contra madrasta

Cláudio Alegre mostra-se nu

“Eis outra burla católica, com o aval do primeiro-ministro e do Presidente da República. Mais uma armadilha para os pobres, servida pelos habituais”, começa por escrever no Instagram. “Marcelo promulgou o Eurosorteio, o novo jogo oferecido pelo governo à Santa Casa da Misericórdia SCML. Ou seja, logo após o estudo do Conselho Económico e Social sobre a raspadinha, evidenciando que se trata pobres a financiar pobres, que são os que têm rendimentos mais baixos e os mais velhotes que mais jogam, a cúpula política contra-ataca. Esse relatório apelava à ação? Aqui está: serve-se mais do mesmo”, prossegue.

“Que triste retrato do País”

E Joana Amaral Dias não se fica por aqui. “Ou pior. Os ricos especulam, os pobres raspam e rapam. Lucra a SCML que ganha biliões com os seus jogos”, refere. “Que triste retrato do País, afogado em jogos de azar, com imensos à procura do sonho em limalhas prateadas. Imerso numa tonta esperança que cala a revolta, alimentada por uma casta que só quer o seu dinheiro. A hipocrisia é tal que Marcelo promulgou, mas escreveu que a ‘problemática da adição ao jogo deveria levar a menor e não a maior oferta’. Extraordinário. Como se não bastasse, ainda acrescentou que as receitas deveriam “ser canalizadas para o tratamento e prevenção de comportamentos aditivos”. Usar o dinheiro provocado pelos problemas para os tratar? Notável”, acusa.

“Metam mais bacalhau e Ronaldo nisso, que a coisa passa”

“Lindo modelo. Como quando foi a Constância e os jornais titulavam: ‘Uma sandes e uma raspadinha para o Professor Marcelo’. Ou no último dezembro, em que foi a Abrantes e, segundo a imprensa, ‘comprou uma raspadinha e elogiou os museus do concelho’. Vá. Metam mais bacalhau e Ronaldo nisso, que a coisa passa”, conclui a psicóloga.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Impala e reprodução Instagram
PUB