Joana Diniz admite que esteve mal: “Sinto que deveria ter pedido desculpa à Anuska”

Joana Diniz foi a concorrente escolhida para abandonar este domingo, dia 30, o Big Brother – Duplo Impacto. “Foi o fim dos realitys shows?”. “Foi”, rematou.

01 Fev 2021 | 19:30
-A +A

Joana Diniz foi a concorrente escolhida para abandonar este domingo, dia 30, o Big Brother – Duplo Impacto. A jovem foi expulsa com 40% e por isso esteve, como é habitual, à conversa com Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos no programa “Dois às 10”, desta segunda-feira.

Joaninha, como é carinhosamente tratada pelos portugueses, entrou em estúdio e surpreendeu os apresentadores ao apresentar-se de pijama. “Vim de pijama. Já que o pijama foi tão famoso”, começou por explicar, revelando que passou a noite em claro. “Eu não dormi nada”, confidenciou.

A jovem admitiu que já contava que fosse a concorrente escolhida para abandonar o jogo. “Com toda a certeza”. E explicou o porquê de ter sido tão diferente neste reality show. “Sinceramente não estava a identificar-me com o programa em si. Identifiquei-me muito com alguns concorrentes. Entretanto começaram a sair e eu deixei de me identificar no jogo. Quem está dentro do jogo começa a perceber as coisas óbvias (…). É claro o jogo do Savate, os preferidos… Eu tenho consciência!”, contou.

Joana revelou ainda que soube o que era “ser muito adorada”, após a sua participação na quarta edição da “Casa dos Segredos”. Algo que não aconteceu desta vez. “Ou sou muito adorada ou muito detestada. Eu já soube o que era ser muito adorada e saí muito detestada. Neste caso sou a miss do pijama”, frisou. “Recebo muitas mensagens de carinho”, continuou, admitindo que, por outro lado, também viu um lado mais “negro”. “Os comentários que existiram relativamente à minha pessoa, à minha vida, foram negativos”. “Mas também não fizeram moça nenhuma”, acrescentou.

A jovem também falou das diferenças do jogo. “Desde que começou o primeiro BB e comecei a ver certas e determinadas atitudes que hoje em dia, na nossa sociedade, são mal interpretadas e julgadas gratuitamente. Eu comecei a perceber que os reality shows de hoje em dia não são com eram antes”, contou, dando a entender que “cá fora”, existe igualmente um jogo. “As redes sociais, o Instagram… Têm um poder muito grande”, salientou, recordado a polémica em que se viu envolvida com Hélder e Anuska.

“Fui muito abaixo com a situação do Hélder. Como é que uma brincadeira foi tão mal interpretada?!”, questionou.  “Não sinto que estive mal mas, por outro lado, sinto que estive mal. Sinto que deveria ter pedido desculpa à Anuska (…). Jamais, na minha vida, faria aquilo intencionalmente. Foi tudo uma brincadeira”, esclareceu.

Já sobre a relação com Gonçalo Quinaz explicou: “Conheço o Quinaz há muitos anos. Nunca tivemos nada”, contou. E acrescentou: “Entre amigos há mal-entendidos”, contou, recordado a situação do triângulo em que se viu envolvida juntamente com Helena.

Joana confessa que gostava que fosse o amigo a ganhar o jogo: “Gostava que ganhasse o Quinaz mas não sei até que ponto é que ele se vai aguentar-se no jogo. Está cansado”.

“Arrependes-te de ter entrado?”, questionou Cláudio Ramos: “Não”, respondeu visivelmente emocionada. “Foi pela tua filha?”, continuou o apresentador. “Sim”, disse. “Eu nunca escondi [o porquê de ter entrado] porque todos nós estamos a passar por uma fase complicada. Tinha de ir porque tinha. Precisava de fechar este ciclo”.

“Foi o fim dos reality shows?”. “Foi”, rematou.

Texto: Márcia Alves; Fotos: Reprodução Instagram
Veja também:
Joana Diniz deita comida ao lixo e fãs ficam chocados: “Ridícula, que falta de noção”
Luís Nascimento desiludido com a ex, Joana Diniz: “Está sempre com o meu nome na boca”

PUB
Top