Violência doméstica! Joana Diniz alega que foi agredida por ex após beijar amigo na boca

Um ano depois, Joana Diniz volta a falar sobre o passado de violência doméstica e revela pormenores com um testemunho arrepiante.

03 Fev 2020 | 18:50
joana diniz
-A +A

Joana Diniz já tinha vindo a público revelar que tinha sido vítima de violência doméstica por parte de um antigo namorado . A revelação foi feita no dia 19 de fevereiro de 2019 no programa Você Na TV!. Quase um ano depois, a ex-concorrente da Casa dos Segredos regressa à TVI para voltar a abordar este assunto tão delicado do seu passado.

Em conversa com Fátima Lopes em A Tarde É Sua, Joaninha volta a recordar os episódios marcantes de violência. «Aquilo já não era amor, aquilo era uma doença que a pessoa tinha. Já não me amava», começa por dizer. A mãe de Valentina explica que «ficou em choque» na primeira vez que foi agredida: «não estava à espera daquela atitude, daquela reação». A apresentadora pede-lhe para relembrar o primeiro episódio de violência e Joana relata:

«Eu estava a tomar banho e, quando saí, foi aí (…) Dou-me bem com os meus amigos e a maioria são homossexuais. Tinha um amigo, com quem sempre dancei, que quando chegava ao pé de mim me cumprimentava sempre com um beijinho na boca, já era nosso, já o conhecia há anos. Fomos sair à noite com esse meu amigo (que até faz shows de travesti e é homossexual assumido). Deu-me um beijinho na boca e o outro estava um bocadinho com os copos… Na noite correu tudo muito bem e quando chega a casa foi aquele desfecho»

Sem nunca identificar a identidade do agressor, mas garantindo que não se trata de Igor Sanchez, ex-namorado e pai da filha Valentina, de um ano, Joana prossegue com o relato: «fiquei sem reação e nunca ninguém soube de nada. A minha mãe só soube por aquilo que eu tinha passado quando fui ao Você na TV!. Ligou-me a chorar»

Segundo Joana a relação, que durou uns meses, tornou-se abusiva: «a pessoa em questão estava comigo 24 sob 24 horas. Estávamos os dois reféns um do outro. Sempre que havia álcool à mistura acontecia. Até que depois separei-me». A Fátima Lopesa jovem confessa que não apresentou queixa à polícia por «vergonha por ser conhecida» e por achar que «ninguém iria acreditar».  «Sei que a minha mãe ia ficar magoada. sempre escondi (…) durante meses deitei-me com uma pessoa onde o respirar já me fazia confusão. Para me atingir era capaz de qualquer coisa».

«Alguma vez sentiste a vida em risco?», pergunta a apresentadora das tardes da TVI. «Assustei-me duas vezes. Uma vez foi de carro, porque ele começou a acelerar e começou a dizer ‘eu vou mas tu vais comigo’. Cheguei a casa em pânico! Outra foi na primeira vez que aconteceu, senti mesmo que iria ficar ali», refere.

Texto: Inês Borges/ Fotos: DR

 

Veja também:
Joana Diniz da Casa dos Segredos mostra-se nos braços de novo amor!
«Tens uma filha preta, que horror». Joana Diniz é atacada e revolta-se com racismo

PUB