Joana Madeira faz confissão sobre abandono do pai

Separou-se da mãe quando a humorista era pequena e, ao que tudo indica, nunca mais terá tido contacto com o pai.

22 Dez 2017 | 13:40
-A +A

«Nunca tive pai». É assim que começa o desabafo de Joana Madeira em relação ao progenitor que se separou da mãe quando ela ainda era pequena.  A publicação não é nova mas, motivada pela quadra natalícia, a repórter da TVI (re)publica uma foto com este desabafo na página oficial de Instagram. A intenção? Talvez dar força a quem passou por uma história igual, talvez reencontrar o pai (?)…

«Quer dizer, tive. Alguém me fez. Mas separou-se da minha mãe muito antes de eu conseguir guardar memórias dele na minha cabeça. Não tenho nada, zero».

O que se lembra é contado pela mãe e não a satisfaz. «A minha mãe diz que costumava pegar-me ao colo. Eu gostava de me lembrar. No entanto, por mais que procure em mim, nunca o encontro. Tenho pena», solta.

Apesar de atualmente ter 25 anos, a mulher de Eduardo Madeira explica que tem «pena que tenha sido assim». E recorda a mágoa que sempre sentiu com este abandono.

PUB
Top