João Baião faz revelações sobre bastidores da televisão: “Há muita cambalhota”

João Baião esteve no 5 Para a Meia Noite desta quinta-feira, 3 de dezembro, e fez revelações sobre os bastidores da televisão e falou sobre a experiência que viveu na tropa.

04 Dez 2020 | 14:20
-A +A

João Baião foi um dos convidados do programa “5 Para a Meia Noite”, desta quinta-feira, 3 de dezembro, e, sem papas na língua, falou das muitas cambalhotas nos bastidores da televisão, contou que anda nu no hotel onde está hospedado e revelou pormenores sobre a sua experiência na tropa.

O apresentador da “Casa Feliz”, SIC, sujeitou-se à “Pressão no Ar” feita por Miguel Rocha e Marina Mota. E não deixou nada por responder. Quando questionado pela amiga se era o único hóspede no hotel onde está a viver e se andava nu pelos corredores, João Baião atirou: “Não sou o único hóspede do hotel, mas ando nu… no corredor do meu quarto, da cama para a casa de banho. Vou nu e posso dizer-vos que vou muito bem. Aquilo balança e balança muito.”

Minutos antes, a estrela da estação de Paço d’ Arcos explicou porque trocou, durante a semana, a casa em Alenquer pelo hotel. “Foi uma surpresa quando o Daniel Oliveira, de 6ª para 2ª, nos avisou que começávamos, eu e a Diana, a fazer as manhãs. E como de repente tinha que me levantar muito cedo… Sou um bocadinho ansioso e tenho um pouco de medo do trânsito de manhã, da entrada em Lisboa, não sei bem como é que é a essa hora, tenho receio de apanhar um acidente. Então fui ficando no hotel para ficar mais perto. Imagina se eu ficasse preso no trânsito ou num acidente… o programa ia continuar sem mim, mas eu é que ia ficar ansioso. Mas vou a casa. Saio do programa e vou a casa. Estou lá toda a tarde. Estudo o programa, faço o exercício físico, estou com os animais e depois regresso à noite ao hotel para dormir.”

 

“As cambalhotas nos bastidores da televisão são mais para contorcionistas”

Mais à frente, na rubrica, depois de lhe perguntarem se já tinha recusado algum projeto televisivo, João Baião disse: “Acho que nunca recusei nenhum convite televisivo, o que me fez recusar foi o facto de não ter disponibilidade porque já estava noutros projetos. Tenho um contrato com a SIC e estou muito feliz”.

De forma provocatória, Miguel Rocha questionou o apresentador sobre cambalhotas. “Praticaste ginástica de competição. Onde é que há mais cambalhotas? Na ginástica ou nos bastidores da televisão?”, quis saber. “Ui,  meu Deus. Eu acho que na ginástica, porque há mais espaço nos ginásios. As cambalhotas nos bastidores de televisão são muito mais para contorcionistas, porque têm de ter uma elasticidade mais plástica porque os corredores são pequenos. Mas há muita cambalhota“, afirmou Baião.

 

As festas na tropa e a Medalha de Mérito Pessoal de Baião

João Baião ‘abriu’ o “5 Para A Meia Noite” e foi surpreendido pelas memórias do tempo em que fez serviço militar. O apresentador contou que “foi divertido” ir à tropa. “Porque acabei por organizar espetáculos nos focos de campanha. Arranjaram uns camões, fiz umas rábulas…”, explicou. “Mas eu ganhei uma Medalha de Mérito Pessoal, respeito comigo”, alertou.

“Tínhamos de ter as botas bem engraxadas senão ficávamos de castigo e não podíamos ir de fim-de-semana. Então, eu aplicava nas botas um auto brilhante, enquanto todos os meus camaradas punham aquela pomada espessa, depois tinham de ficar ai a esfregar. Eu não, era só aquele líquido e pronto. As minhas botas passaram a adquirir um brilho muito especial e isso começou a ser falado em todo o quartel. A brilhantina do João Baião”, disse divertido.

“Já vinham soldados de outras camaratas para ver. Aquilo começou a ser mesmo muito falado. Depois começaram a ver que eu era um soldado sempre muito aprumado, muito arranjadinho, muito bem comportado, então ganhei uma medalha de mérito pessoal. Foi uma festa. No juramento de bandeira ser chamado à tribuna… Duas semanas depois, fiquei de castigo porque fui apanhado a baldar-me ao exercício físico e, como era conhecido por ter ganhado a medalha, pronto, o aspirante fica cá o fim-de-semana de castigo. Fiquei lá sozinho. É a vida”, explicou.

Texto: Inês Neves; Fotos: reprodução Instagram e D.R.

 

Leia ainda:
Programa de João Baião chega ao fim. SIC já prepara substituto

PUB
Top