João Baião recorda o pai em dia especial: “Tenho tantas saudades”

O pai de João Baião escreveu uma mensagem especial para o pai numa data especial. O apresentador da “Casa Feliz”, da SIC, mostra-se com saudades do progenitor, falecido em 2010.

05 Fev 2021 | 12:30
-A +A

João Baião é um homem com emoções à flor da pele. O apresentador partilhou uma fotografia do pai, Severino Ferraz, esta sexta-feira, 5 de fevereiro, e escreveu uma mensagem cheia de ternura.

“Este dia estará para sempre gravado no meu coração”, começa por dizer. E explica porquê. “Foi o dia que viu nascer o Homem que é a maior referência para mim, o meu querido Pai”, continua.

Apoio de caras conhecidas

Na mesma mensagem, o co-apresentador da “Casa Feliz”, da SIC, realça ainda o que lhe vai no peito em relação à falta que o progenitor lhe faz. “Tenho tantas saudades”, frisa.

Muitas caras do panorama artístico português apoiaram Baião, ao deixarem corações na caixa de comentários. Daniel Oliveira, Raquel Strada, Raquel Tavares, Isabel Figueira, entre tantos outros, são exemplo disso.

Pais morrem no mesmo dia… em anos diferentes

João Baião perdeu o pai no dia anterior ao seu aniversário em 2010. Em 2019, a estrela da estação de Paço de Arcos viveu a mesma dor, exatamente no mesmo dia, 7 de outubro, com a morte da mãe, Maria Luísa.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por João Baião (@joaobaiaobaiao)

A força de um dos amores da sua vida

Em dezembro de 2020, João Baião ficou de boca aberta com a entrada surpreendente de Tânia Ribas de Oliveira no estúdio de “Casa Feliz”. Ao primeiro olhar, o apresentador não reconheceu aquela que é uma das suas melhores amigas, pois esta tinha vestido um “fato de apicultor”.

“Podes abraçar-me à vontade que eu venho toda equipada”, afirmou o rosto da RTP, enquanto Diana Chaves perguntava ao colega do matutino da SIC se este tinha ficado contente com a surpresa.

É um irmão

“Estou muito feliz por estar aqui na vossa casa”, começou por dizer a apresentadora de “A Nossa Tarde”, da RTP1 lembrando que, durante os sete anos em que trabalhou com João Baião no “Portugal no Coração” ganhou um companheiro para a vida.

“Há pessoas com quem temos um encaixe absoluto para a vida toda e ele é um desses casos. Não só no trabalho, onde adivinhávamos os pensamentos um do outro, mas também na vida. É um irmão. Um amigo pode trair ou magoar. Um irmão, à partida, não fará isso. Essa certeza temos com poucas pessoas na vida”, disse, deixando João Baião comovido.

Leia o resto da entrevista aqui.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução Instagram
Leia também:
Insólito! Avó Virinha deixa João Baião sem reação: “O pincel ainda vai marchando?”

PUB
Top