João Manzarra não controla emoção ao despedir-se do vencedor d’”A Máscara”

Após o final d’ A Máscara, João Manzarra assume que este foi um dos programas que mais gostou de fazer. E explica as razões.

08 Mar 2021 | 12:30
-A +A

O final da segunda temporada d’”A Máscara”, na SIC, programa que se despediu dos ecrãs portugueses este domingo, 7 de março, deixou João Manzarra num mitos de emoções. O apresentador deixa o formato com sentimento de dever cumprido, mas enaltece a cumplicidade entre a equipa, num projeto que tem um lugar especial no seu coração.

“Caiu a última Máscara. Na memória fica um dos programas que mais gostei de apresentar de sempre”, começou por referir o anfitrião d’ A Máscara, explicando os motivos desta sua escolha. “A cumplicidade e amizade com os meus companheiros investigadores responsáveis pelo espaço de confiança para avançar com os momentos e as palavras mais inusitadas; o surrealismo de ter pessoas que provavelmente conheço a dar vida a máscaras incríveis durante semanas seguidas e não fazer ideia quem são; o amparo e a amizade de toda a equipa”, realçou.

Manzarra recebe apoio de Jessica Athayde

Manzarra sublinhou ainda, nas redes sociais, outros pontos que, na sua opinião, fizeram deste programa algo único: “Ter sido atirado todas as semanas para dentro de fatos de arrojo ilimitado; receber todas as semanas os guiões do super amigo criativo; “a brincadeira constante que é algo que levo muito a sério; e confiança e carinho de quem faz.” Depois de agradecer a todos o que o acompanharam ao longo das semanas de emissão, o rosto da SIC concluiu: “E viva o sacana do Lobo!”.

Após estas palavras sentidas, o apresentador foi ‘inundado’ por mensagens de apoio de colegas e amigos. “Fazes sempre tudo bem, porque fazes com amor”, escreveu a ex-namorada Jessica Athayde; “Fogo assim já tenho Saudades!!!! Muito Bom João”, referiu Jorge Corrula, enquanto outro dos investigadores, Césár Mourão agradeceu e deixou um emoji de coração. Já Sónia Tavares, brincou: “Meu rico menino!”.

Lobo foi o grande vencedor

Numa final disputada pela coruja (Nuno Guerreiro), pelo coelho (António Camelier) e pelo o lobo (Pedro Granger), foram reveladas, finalmente, a identidade de todos os concorrentes, sendo que este último foi o grande vencedor da noite.

“Que loucura de projecto . Uma das aventuras mais loucas e bonitas em que já participei. Esta personagem que construí é daquelas a que custa muito dizer adeus. Mesmo”, afirmou Pedro Granger, que nunca imaginou ficar em primeiro lugar.

Também Nuno Guerreiro mostrou-se satisfeito com o terceiro lugar e, principalmente por ter participado nesta ‘aventura’. “Que desafio incrível! Estou de coração cheio. Foi simplesmente emocionante dar vida a esta linda Coruja”. referiu o cantor. “Tentei fazer tudo para que não fosse logo descoberto,mas mesmo assim não foi o suficiente para vos despistar”, brincou o artista.

Já o coelho, ou melhor, António Camelier arrecadou o segundo lugar do pódio sente-se um privilegiado por ter tido a oportunidade de aprender com os melhores. “Foi incrível. Só queria passar a primeira gala”, disse o ator. “Estou muito grato a toda a gente e espero que as pessoas em casa também se tenham divertido”.

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Redes sociais
Veja também:
“É mesmo para magoá-lo”: Clemente zanga-se com João Manzarra após brincadeira em direto
Queda para a televisão: João Manzarra dá valente trambolhão no programa “A Máscara”

PUB
Top