João Ricardo: Uma vida de paixões e sorrisos

Conheça a história do ator que marcou muitas gerações. Os bons e os maus momentos, as vitórias e os obstáculos.

24 Nov 2017 | 10:55
-A +A

João Ricardo nasceu a 27 de maio de 1964 e morreu esta quinta-feira, dia 23 de novembro no Hospital de Santa Maria.

Filho de Maria Eugénia e Fernando Ricardo, viu a sua vida mudar com a separação dos pais, tinha apenas quatro anos.

Habituou-se a viver só com o pai e assumiu que a figura feminina na sua vida foi a avó, aquela que sempre considerou ser a mulher da sua vida.

Ainda menino sonhou ser palhaço

Queria fazer rir para conquistar a felicidade: a sua e a dos outros. E foi isso que fez grande parte do seu percurso profissional como ator.

Viveu na rua, passou fome e esteve paredes meias com a marginalidade, até que a certa altura arrancou e viajou à boleia pela Europa, a fazer teatro.

Já em Portugal, cantou na baixa lisboeta para ganhar algum dinheiro. A sua vida só se recompôs quando fez figuração especial num filme e acabou por crescer como ator quanto voltou ao Teatro da Trindade.

Depois disso, entrou em dezenas de projetos televisivos nos três canais, sendo os dos últimos anos em Carnaxide, aqueles que maior feedback obtiveram por parte do público.

Em Laços de Sangue, Armando Coutinho fez as delícias dos portugueses, na segunda gala dos Troféus de Televisão da TV 7 Dias e o ator chegou mesmo a receber o troféu de Melhor Ator de Elenco pela sua interpretação,

Desde então foi uma das estrelas da SIC. Dancin’ Days, Sol de Inverno, Mar Salgado, Coração de Ouro, Rainha das Flores e Espelho D’Água foram os últimos projetos de João Ricardo em Carnaxide.

Homem de paixões, João Ricardo sempre enalteceu o amor por Rodrigo, de 12 anos, o seu único filho

Nunca escondeu que ser pai foi o ato mais sublime que teve na vida. Viveu para o seu grande amor. Aquele a quem dedicou um livro intitulado “O que é Namorar?”, uma história infantil que conta o romance entre uma girafa e um caracol.

Discreto no que diz respeito à sua vida amorosa, chegaram a ser-lhe apontadas algumas relações, mas nenhum foi assumida.

O tumor cerebral

Em 2016 viu a sua vida virada do avesso quando inesperadamente lhe foi detetado um tumor cerebral.

Acabaria por ficar internado no Hospital de Santa Maria em coma induzido. Passado o susto, João Ricardo regressou praticamente à sua vida normal.

Ingressou na novela Espelho D’Água, onde vestiu a pele do pescador Mário, mas devido ao agravamento do estado de saúde, a sua personagem acabou por ter um fim antecipado.

João Ricardo piorou drasticamente nos últimos meses, acabando por falecer.

O ator deixa amigos, familiares e fãs a chorar de saudade.

PUB
Top