José Carlos Malato revolta-se ao falar de Testemunhas de Jeová: “Gentalha miserável”

José Carlos Malato está revoltado com as Testemunhas de Jeová. O apresentador da RTP1 abordou o tema com indignação: “É isto amor?”

05 Abr 2022 | 9:05
-A +A

José Carlos Malato está revoltado com as Testemunhas de Jeová. O apresentador da RTP1 ficou incrédulo com o relato de “um ser perdido” que foi abandonado pela família por não seguir este tipo de ensinamentos.

Nas redes sociais, o comunicador aproveitou a sua “posição privilegiada” e deixou um alerta a todos aqueles que o seguem. “Fico devastado com os relatos pungentes de filhos / familiares de Testemunhas de Jeová que, por deixarem a religião, são maltratados pelos pais/família, abandonados, postos fora de casa, ostracizados, desprezados”, começou por escrever na sua conta de Instagram.

“Eu próprio passei por um processo idêntico quando tinha 18 anos. Felizmente, consegui ultrapassar, relativamente, essa rejeição (mais uma) e manter-me à tona de água. Mas há quem não consiga e esteja completamente à deriva”, continuou para depois falar de uma determinada pessoa que encontrou e que o deixou devastado com a sua história.

“Hoje encontrei-me com mais um ser completamente perdido. Privado de uma infância e adolescência normais, obrigado a confrontar-se com questões complexas e inapropriadas para a sua idade, foi depois abandonado pela comunidade e pelos próprios pais – já na idade adulta – por questionar a pertinência de tais ensinamentos. Nunca fui de atacar e denunciar estas práticas porque esta gentalha miserável alimenta-se e fortifica-se de quem os critica alegando que é um ‘sinal dos tempos’ e o cumprimento das professias bíblicas. Mas há limites!”, lê-se.

 

José Carlos Malato: “É isto amor?”

 

“Hoje, por empatia com aquele rapaz destroçado e sem vislumbre de futuro com quem me cruzei, uso o megafone da minha posição privilegiada para denunciar as práticas desta associação de malfeitores que usa Deus e a sua interpretação da Bíblia para destruir, ao invés de construir. Para arruinar vidas. Para condenar as pessoas a um Armagedão psicológico e deixar a sua alma em carne viva. Vendo bem, pouco diferem de outras religiões ancestralmente existentes e comummente aceites. Deus é amor. Todos os deuses e deusas são AMOR. É isto amor?”, rematou.

A mãe do apresentador da RTP é testemunha de Jeová, crença que acredita que a homossexualidade “desagrada a Deus”, incentivando os fiéis a não manterem qualquer ligação com pessoas com qualquer orientação sexual que não a hetero. Em outubro de 2018, Malato chegou mesmo a revelar que receava ter perdido a mãe devido à religião que esta professa. Felizmente, as coisas parecem estar mais calmas.

Veja tudo aqui: 

 

Texto: Márcia Alves; Fotos: Reprodução Instagram 

PUB