José Castelo Branco assume que foi apanhado em flagrante com perfume na mala

José Castelo Branco confirma que tinha uma fragrância a mais em sua posse quando foi abordado por uma funcionária para ver o interior da mala: «O perfume caiu para dentro da carteira e eu não vi.»

12 Dez 2019 | 17:10
-A +A

Poucas horas tinham passado desde que abandonou, em silêncio, o Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa quando José Castelo Branco veio explicar, em direto na rede social Instagram, a sua versão dos factos sobre o que acontecera, no dia anterior, quando foi detido na sequência de uma acusação de furto.

Sobre o caso que protagonizou no Aeroporto Humberto Delgado, também na capital, o marido da antiga joalheira Betty Grafstein garante que, «inadvertidamente», mexeu na sua carteira para «tirar o cartão de crédito» a fim de comprar tabaco.

Alega ainda que quis, então, perfumar-se, isto apesar de ter garantido à lojista que não ia comprar o frasco de eau de toilette em questão. «O perfume caiu para dentro da carteira e eu não vi», afirma.

José Castelo Branco continua explicando que acabou por ser abordado pela funcionária em questão, que lhe pediu para ver o interior da mala de mão e do necessaire. Lá dentro, estava, de facto, o perfume. O marchand d’art garante que só aí, ao ver mais um perfume, percebeu que, afinal, o primeiro era da loja. «Eu disse-lhes que pagava, que tinha sido engano», justifica.

 

«Conheci polícias maravilhosos»

 

Acabou por ser detido em pleno aeroporto de Lisboa. O socialite estava ainda sob custódia policial quando confirmou, em exclusivo à TV 7 Dias, o caso. «Isto é bizarro. A mulher está doida. Tenho uma testemunha», garantiu-nos, referindo-se à lojista que chamou as autoridades. Considerou ainda o episódio «um engano» e «uma loucura», revelando que ia ser presente a um juiz no dia seguinte.

Assim foi. Na manhã desta quinta-feira, José Castelo Branco chegou ao Campus da Justiça com o sentido de humor que lhe é característico. «Foi uma experiência maravilhosa. Conheci polícias maravilhosos. Gente divina», disse, atirando: «Um Santo Natal e um ótimo ano. Beijinhos, darlings.»

 

 

À saída, a postura foi outra. O marido de Betty Grafstein não quis prestar declarações aos jornalistas, dizendo apenas que «não aconteceu nada». Por sua vez, a advogada de Castelo Branco, Alexandra Remédios, referiu que não «houve julgamento» e que se tratou apenas de uma questão processual. «Não houve diligência, não foi ouvido, não há nada. O julgamento não foi feito. Não tem de pagar nada», afirmou.

 

Veja todas as imagens na galeria!

 

Questionada sobre o motivo pelo qual o socialite teve de comparecer em tribunal, a advogada esclareceu que, «por ser suspeito de algo, não está comprovado se fez ou não»«Nós levantámos uma questão de direito. Ainda não há despacho de acusação», rematou, referindo que apenas entregou um requerimento.

 

VEJA TAMBÉM:
EXCLUSIVO! Castelo Branco comenta polémicas presenças em escolas: «Não sou p***!»
Caricato! José Castelo Branco cai redondo no chão e fica de gatas em evento solidário
José Castelo Branco arrasa Ana Marques: «Deixe de ser pindérica! É uma ressabiada»

 

Texto: Dúlio Silva com Ana Filipe Silveira, Fotografias: Impala; Vídeo: Luís Correia

PUB
Top