EXCLUSIVO! Castelo Branco comenta polémicas presenças em escolas: «Não sou p***!»

José Castelo Branco considera um «disparate» a polémica em que viu o seu nome envolvido. Contudo, o socialite admite pedir a associações de estudantes as despesas inerentes às viagens.

19 Nov 2019 | 22:10
-A +A

«Eu não sou p***! Eu não sou p***!» É desta forma que, quando contactado pela TV 7 Dias, José Castelo Branco reage à mais recente polémica em que vê o seu nome envolvido, depois de ter feito um apelo a jovens para alegadamente o contratarem para presenças em escolas.

Acusado de estar a pedir trabalho a menores, o marchand d’art não só desvaloriza o assunto como põe os pontos nos is em todas as questões. «Eu não ganho dinheiro a explorar as pessoas. Mas que disparate é esse? Isso é um disparate total. Isso são especulações. As pessoas adoram especular», relativiza, para depois dar uma garantia: «Não vou perder o meu sono com isso. O meu sono é demasiado reparador e divino.»

José Castelo Branco começa por negar que esteja a pedir dinheiro em troco da sua presença em escolas de norte a sul do país para apoiar listas de associações de estudantes. Mas diz que, se o fizesse, não seria um problema. «Se isso acontecesse, só pagava quem queria. Qual é o problema das pessoas? Se eu cobro ou não cobro, o problema é meu, não é de mais ninguém», atira o marido da antiga joalheira Betty Grafstein.

E reforça: «Se eu não trabalho, é porque estou a viver às custas da ‘múmia’, como lhe chamam, se trabalho, é porque trabalho. Eu nunca vivi às custas da Betty nem tenciono viver. Se vivesse às custas dela, nunca trabalhava. Há quantos anos é que trabalho na televisão?! Eu vou para a televisão de graça? Não vou. Há quantos anos escrevo para jornais e revistas?! Não o faço gratuitamente. Há quantos anos trabalho como marchand d’art?!»

«Alguma vez admitiria que a Betty pagasse as minhas contas?! Claro que não! Pelo contrário. Ela paga umas, eu pago outras», garante ainda à nossa revista, dizendo-se «saturado com tanta estupidez».

O anúncio, recorde-se, foi publicado, no domingo, no Instagram. Na altura, pôde ler-se que Castelo Branco tinha tomado esta iniciativa na sequência de «mais de cinco mil pedidos» de jovens. Ele «vai estar disponível para ir a listas entre 30 de novembro e 10 de dezembro», acrescentaram, então, os gestores da página.

 

 

«Farto de histórias da Carochinha», José Castelo Branco revela que já recebeu «centenas e centenas de convites» de todo o país. «Até de escolas de Bragança me pedem para lá ir! No Minho, na Madeira…», enumera o Conde, como ficou conhecido depois de diversas participações em reality shows da TVI.

E assume que, «naturalmente», as despesas inerentes às viagens terão de estar asseguradas por quem o convida. «Eu não vou pagar. Aí, pagam as despesas a mim e à minha equipa – cabeleireiro, maquilhador, segurança, etc. Têm de pagar as viagens! Eu não vou chegar de autocarro!», ironiza.

 

VEJA TAMBÉM:
José Castelo Branco arrasa Ana Marques: «Deixe de ser pindérica! É uma ressabiada»
Melhor amigo de Ângelo Rodrigues na cama com Castelo Branco! Veja as imagens
José Castelo Branco mete-se a jeito e quase é atropelado… por um polícia!

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top