Zé Luís alvo de ameaças por apoiar Chega. Ex-Casados elogia fortemente André Ventura

O ex-concorrente do Porto está a viver um verdadeiro pesadelo. Das guerras com a irmã, ao medo de perder a mãe e ainda as ameaças de que tem sido vítima devido ao partido político que apoia.

28 Mar 2020 | 21:00
-A +A

A morte do pai de José Luís Cardoso veio abalar a vida do ex-concorrente de Casados À Primeira Vista. Depois de chorar a perda do progenitor, o nortenho viu-se a braços com um problema familiar que o deixou de costas voltadas com a irmã.

À TV 7 Dias, Zé Luís não esconde a profunda mágoa que vive. «Desde que perdi o meu pai que tem sido um descalabro familiar», admitiu o ex-marido de Graça Peralta. «São coisas que surgem exatamente quando estas infelicidades acontecem. No que diz respeito à morte do meu pai eu tento lidar da melhor forma que consigo. Custa muito, era um pilar familiar, era o meu pai. Mas já tinha 93 anos e a vida é mesmo assim. Mas o que me deixa magoado é que tenho tido algumas desavenças, nomeadamente com a minha irmã, o que é muito triste», revela num tom pesaroso.

Embora admita que «nunca teve uma grande proximidade da sua irmã», assume que a situação está «cada vez pior» e que o está a afetar bastante. «Apesar de ela ser a pessoa que está aqui mais próxima, porque embora não viva comigo e com a minha mãe, é como se vivesse porque mora no mesmo prédio. Embora a distância seja curta, as coisas entre nós não estão nada fáceis. Com a presença do meu pai nós controlávamo-nos mais. Agora, as coisas precipitaram-se no sentido negativo, mas é a vida… há coisas que não podemos mudar», revela o conde.

«A minha irmã vem muitas vezes aqui a casa, também para dar apoio à minha mãe e realmente não nos estamos mesmo a entender. Discutimos muito mesmo», avança, explicando os motivos. «São coisas complicadas, não vou estar a entrar em detalhe, mas infelizmente é por causa de dinheiro, fico muito triste, mas é verdade. Mas vamos tentar resolver as coisas da melhor maneira, acima de tudo o que eu mais quero é proteger a minha mãe disto tudo. Ela claro que fica triste ao ver que os dois filhos não se entendem. A minha mãe não toma partidos, nós somos os dois filhos dela e fica a sofrer», lamenta José Luís Cardoso.

Com a situação que se vive atualmente em Portugal, o antigo noivo da SIC não esconde o medo de perder a sua mãe, Elisa. «Estamos a gerir tudo conforme as entidades têm recomendado. Manter-me por casa e ver se isto abranda. Para já, é tudo uma incógnita, mas não podemos deixar que o medo se apodere de nós. Temos de continuar a viver», afiança, ressalvando: «Claro que tenho um receio acrescido pela minha mãe. Ela já tem uma idade em que claramente está no grupo de risco e as pessoas de idade têm um sistema imunitário mais fraco e se ficarem doentes é muito perigoso. A minha mãe não sai de casa, mas nem assim eu deixo de ter o coração nas mãos, como é evidente.»

 

Ameaças e ofensas

 

Assumidamente ligado à política de direita e apoiante do partido Chega, José Luís explica que as suas ideologias políticas lhe têm valido algumas críticas. «Sempre fui ligado à direita toda a minha vida, embora agora esteja muito mais ativo. Sempre me interessei por política, mas a verdade é que aqui em Portugal uma pessoa não pode expressar muito as suas convicções», assegura o ex-participante da experiência social da SIC.

«As pessoas criticam logo. Obviamente que me retraio às vezes para não ficar exposto a certo tipo de comentários de muito baixo nível. A minha opinião como é um bocadinho antissistema e por isso recebo logo muitas críticas», garante.

Depois de ter partilhado imagens ao lado de André Ventura, num jantar de apoio ao líder do partido, as críticas aumentaram. «Mandam-me mensagens, comentários, ameaças… inclusivamente recebi já algumas chamadas estranhas, anónimas. Aconteceu depois de ir ao jantar do André Ventura, aqui no Porto, e de ter ficado mais participativo. O André Ventura é uma pessoa diferente, com uma ideia inovadora para o País e revejo-me muito nas ideias dele», assume, confidenciando o seu desejo de entrar para o partido.

«Aqui, no Porto, como é um partido novo, ainda não há sede e ainda não estão bem definidas certas posições, mas obviamente que gostava. Estou-me a preparar efetivamente para entrar no partido com mais clareza, mais efetivamente», remata o conde.

 

Paixões adiadas

 

José Luís Cardoso lamenta ainda não ter encontrado a mulher dos seus sonhos, porém sublinha que agora, devido ao coronavírus, essa tarefa ficou ainda mais complicada.

«Ainda não tenho beldade nenhuma ao meu lado. Tenho muitos amigos e muitas amigas, mas nada de sério. Agora, também não é altura para andar por aí aos beijinhos. Se era difícil, então agora… Mas sinceramente estou bem assim, mas pronto é como tudo na vida, um dia pode ser que aconteça», atira o nortenho.

 

VEJA TAMBÉM:
Graça e José Luís voltam a ser marido e mulher! Veja o vídeo!
Tatiana de Casados foge de Inglaterra e quer lutar contra vírus em Portugal!
«Infeção grave» empurra Liliana de Casados para cama de hospital

 

Texto: Maria Inês Gomes; Fotografias: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1723 da TV 7 Dias)

 

ATENÇÃO!

Vivemos tempos de exceção mas, mesmo nestes dias em que se impõe o recolhimento e o distanciamento social, nós queremos estar consigo. Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:
  1. aceda a www.lojadasrevistas.pt
  2. escolha a sua revista
  3. clique em COMPRAR
  4. clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
  5. introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
  6. Não tem conta PayPal? Não há problema! Pode pagar através de transferência bancária!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB
Top