EXCLUSIVO! José Luís Cardoso vive inferno e sente-se prisioneiro na própria casa

José Luís Cardoso sente-se humilhado pela família e admite que deixou de ter relação com a mãe, que o quer pôr fora de casa. Aos 58 anos, o conde vive trancado no quarto e sem dinheiro para nada.

06 Jun 2020 | 12:10
-A +A

José Luís Cardoso tem vivido momentos de «sufoco e angústia» e à TV 7 Dias admite que tem passado um autêntico inferno nas mãos da irmã e da mãe. «Estou completamente sozinho e esta fase de pandemia só veio piorar tudo, porque não dá para sair, ir ter com amigos, distrair-me deste ambiente. Sou prisioneiro na minha própria casa. Vivo fechado no meu quarto. Só saio para cozinhar as minhas refeições e assim que acabo levo o prato para o quarto e como lá fechado», explica o nortenho, com tristeza.

As quezílias com a irmã fizeram com que se afastasse da sua mãe, Elisa Cardoso«A minha mãe era mãe-galinha, mas deixou de ser, tomou o partido da minha irmã, sem eu perceber o motivo. A minha irmã fez-lhe uma lavagem cerebral contra mim. Eu, para evitar estar constantemente a discutir, simplesmente não posso sair do meu quarto. Eu tenho horas específicas para fazer a minha comida, para não me cruzar com ninguém na cozinha. Em relação à minha mãe, é só ‘bom dia’ e ‘boa tarde’. De resto, tudo o que ela me diz é só para me chatear», confidencia o ex-concorrente de Casados à Primeira Vista e ex-marido de Graça Peralta, que não esconde a mágoa que sente.

«Sinto-me muito triste. Isto não é nada, não é vida para ninguém. A minha mãe está constantemente a deitar-me abaixo. Diz que não vou ser independente, que não sei fazer nada de jeito, que a minha comida é uma porcaria. Inclusivamente, já me pôs fora de casa, disse que tinha de sair daqui e fazer a minha vida», avança o conde.

Apesar de tudo, José Luís não baixa os braços e está decidido a mudar de vida. «Agora sei que consigo ser independente! Vou às compras, faço a minha comida, trato da minha roupa, tudo! Apesar de ter acabado de fazer 58 anos, quero tornar-me um homem moderno, e um homem moderno não pode ter certos hábitos que eu tinha», admite, esperançoso de que a relação com a mãe possa melhorar.

«Talvez quando conseguir ter um quarto ou uma casa sozinho, a minha relação com a minha mãe melhore. Tenho quase 60 anos, já não estou disposto a viver desta maneira, é muito complicado e desmotivante», remata, cabisbaixo.

 

Texto: Maria Inês Gomes (ines.gomes@impala.pt); Fotografias: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1733 da TV 7 Dias)

 

ATENÇÃO!

Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:
  1. aceda a www.lojadasrevistas.pt
  2. escolha a sua revista
  3. clique em COMPRAR ou ASSINAR
  4. clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
  5. introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
  6. pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB
Top