José Raposo e o caso caricato de «disfunção intestinal»: «Tivemos de limpar o elevador»

José Raposo falou sobre episódios de «disfunção intestinal» que sofreu no passado. «Se eu não faço rebento e faço onde tenho de fazer… nas calças», atirou, levando Daniel Oliveira às gargalhadas.

15 Set 2019 | 22:20
-A +A

José Raposo, o José Luís da série da SIC Golpe de Sorte, foi o grande entrevistado de Daniel Oliveira na emissão deste sábado, dia 14 de setembro, do programa Alta Definição, do mesmo canal.

O ator falou sobre vários temas: o nascimento da terceira filha, Lua, em março deste ano, fruto do casamento com Sara Barradas; Maria João Abreu, a ex-mulher, com quem tem uma grande cumplicidade; os filhos Miguel e Ricardo; a série Golpe de Sorte; e de uma «disfunção» de que sofre, que já tinha sido falada na primeira vez em que foi entrevistado no programa conduzido pelo marido de Andreia Rodrigues e que agora voltou a ser abordada.

 

«É uma disfunção intestinal qualquer»

 

O tema foi introduzido por Daniel Oliveira. O apresentador disse ao ator que, desde que foi entrevistado pela primeira vez no Alta Definição, de volta e meia, se recordam, na equipa, da expressão «Está-me a dar, está-me a dar», utilizada por José Raposo para falar da vontade repentina que tem de ir à casa de banho.

«É uma disfunção intestinal qualquer», disse, na primeira entrevista, o ex-marido de Maria João Abreu. «E continua a dar-me, e de que maneira», revela, no presente, deixando o pai da pequena Alice a rir às gargalhadas.

«Aqui [gravações de Golpe de Sorte, visto que a conversa teve lugar no cenário da pensão da série] já me aconteceu. A meio de uma cena tive de ir a correr para a casa de banho», conta.

 

Recorda momento caricato

 

Para situar o público, foi mostrado um excerto da conversa da primeira entrevista, em que José Raposo recordava um episódio caricato vivido graças à tal «disfunção intestinal». O artista conduzia na autoestrada quando teve de virar para «Vialonga, uma vez que era a primeira saída». «Está-me a dar, está-me a dar. Virei e era uma casa de alterne. Eu bati e fui a correr para a casa de banho. Quando saí estava uma série de meninas e o senhor do balcão tudo assim a olhar… pedi um cafezinho para fazer uma despesa, coitadas não alternaram nada, não tiveram direito a nada!»

Porém, as situações embaraçosas ainda hoje continuam. Este sábado, José Raposo contou uma nova história. «Ia no elevador e nunca mais chegava. De repente, meu Deus… Pronto, é assim mesmo. E fui pelo caminho assim. A João veio a seguir e quando subiu perguntou: ‘Mas o que é que se passa? ’Estava-me a dar. Tivemos de limpar o elevador, escadas, a casa e aquilo tudo. É uma vergonha, mas, quando me está a dar, olha», conta, levando Daniel Oliveira às lágrimas. «É horrível, mas tem de ser. Se eu não faço rebento e faço onde tenho de fazer… nas calças», remata.

 

VEJA TAMBÉM:
José Raposo surpreende: «Beijo os meus filhos na boca. Quero lá saber»
Maria João Abreu e José Raposo fogem do guião e quebram o silêncio sobre Ângelo
Sara Barradas segue passos de José Raposo e abraça novo desafio aos 28 anos!

 

Texto: Ivan Silva | Fotografias: Impala e reprodução redes sociais

PUB