José Wallenstein e Filipa Galante num evento pela primeira vez após polémica com filho

O casal reconciliou-se depois de ter estado separado em 2017. Nessa altura, o ator pediu ao tribunal que o ilibasse das responsabilidades parentais do filho, de apenas quatro anos.

06 Ago 2019 | 19:50
-A +A

José Wallenstein foi um dos convidados da artista plástica Rueffa para o cocktail de inauguração da sua nova exposição, Welcome. O evento decorreu na sexta-feira, 2 de agosto, e o ator, de 59 anos, surgiu na companhia da mulher, Filipa Galante, de 44… com quem já esteve envolvido numa polémica relacionada com o filho de ambos, António, de quatro anos.

O menino, fruto da relação entre Wallenstein e Filipa, nasceu em 2015. Na altura, o ator deu várias entrevistas a falar sobre o assunto e mostrou-se sempre muito feliz por ser pai. No entanto, dois anos depois, Wallenstein tomou a decisão de renunciar a todas as responsabilidades parentais.

Filipa Galante deu entrada com um processo no Tribunal de Torres Vedras para pedir a guarda total do filho, revelando na época que estavam separados. Ao contrário de muitas mulheres, a arquiteta contou que quis ilibar José Wallenstein de todas as responsabilidades, como estar com o filho de 15 em 15 dias ou assegurar uma pensão de alimentos, porque essa era a vontade do próprio.

Ainda assim, Filipa contou que este processo jurídico não ia afastar o pequeno António do pai, pois este poderia estar com o filho sempre que quisesse e tivesse disponibilidade.

 

Outra namorada pelo meio…

 

Em 2016, José Wallenstein surpreendeu tudo e todos ao surgir num evento no Casino Estoril de mão dada com uma namorada nova, Cristina Baptista. «É a minha nova namorada», assumiu na altura, mostrando, assim, que a relação com Filipa Galante tinha terminado. O filho de ambos tinha, na altura, apenas um ano de idade.

«É um namoro recente», afirmou ainda, acrescentando que estava «muito feliz».

 

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Nuno Moreira, Impala e reprodução redes sociais

 

Veja mais:
“EX” de José wallenstein defende-o

 

PUB
Top