Kim Kardashian faz braço de ferro com Trump para tirar avó da prisão

Empresária procura ajudar uma avó de 62 anos condenada a prisão perpétua por crimes relacionados com droga.

31 Mai 2018 | 23:15
-A +A

Kim Kardashian abraçou esta causa com unhas e dentes. A socialite marcou uma reunião com Donald Trump, na Casa Branca, para discutir o perdão de uma sentença de prisão perpétua de uma avó de 62 anos por crimes relacionados com droga.

A estrela do reality show «Keeping Up With The Kardashians» conheceu a história de Alice Johnson no Twitter e quer, a todo o custo, ajudá-la. A mulher de 62 anos de idade é uma criminosa não violenta e foi condenada a prisão perpétua sem liberdade condicional, por ter ajudado pessoas a vender droga através de mensagens para conseguir sobreviver.

«Podemos fazer escolhas nas nossas vidas das quais não temos orgulho»

Alice Johnson é mãe de cinco filhos e já cumpriu 21 anos de pena. A mulher, antes de ter sido presa, tinha-se divorciado, perdeu o emprego e viu um dos filhos mais novos morrer.

«Eu sou apenas um dos milhares de infratores não violentos pela primeira vez que receberam penas de prisão obrigatórias e longas depois de cometer crimes sob dificuldades financeiras», admitiu a avó à CNN. «Cometi o maior erro da minha vida para sobreviver e me envolvi com pessoas que vendiam drogas», disse ainda.

Kim Kardashian contratou um advogado para defender Alice. Nas redes sociais, tem circulado uma petição em nome da mulher onde é pedida clemência ao presidente dos EUA pelos seus crimes.

«Assim como todos os outros, podemos fazer escolhas nas nossas vidas das quais não temos orgulho e que não pensámos bem», defende Kim Kardashian.

A causa mobilizou não apenas Kim Kardashian, mas também a própria filha de Donald Trump, Ivanka Trump.

No final da reunião, que aconteceu esta quarta-feira, 30 de maio, a socialite agradeceu a Trump e mostrou-se otimista.

Fotos: Reprodução Instagram e D.R.

PUB
Top