Leandro volta a falar da ex no Big Brother. Ela reage e mete Cristina Ferreira ao barulho

Na curva da Vida, Leandro voltou a acusar a ex-companheira de traição. Sury Cunha mostra-se disponível para ir contar a sua versão da história à TVI.

02 Mai 2022 | 11:10
-A +A

A Curva da Vida de Leandro foi transmitida na gala deste domingo, 1 de maio, do “Desafio Final Big Brother”. O cantor romântico recordou a relação com Sury Cunha, mãe do seu filho mais velho, e voltou a acusá-la de traição.

“Existiu uma traição da parte dela, segui a minha vida e, numa recaída, nasce a minha maior paixão [o filho Simão]”, disse, referindo também as dúvidas que surgiram em relação à paternidade do menino: “Começa o pesadelo (…) Tive que fazer um teste de ADN. 99.8% dizia que era meu, foi um alívio grande, mas sentia que aquilo não acabava ali”. Leandro conta que, logo a seguir, surgiu a acusação de violência doméstica. “A minha ex-mulher tem um namorado que é polícia e diz que fui visto a bater na mãe do meu filho. Sou acusado de violência doméstica, fui ilibado, passei muito mal, perdi muitas fãs”, afirmou.

Nessa mesma noite, Sury Cunha reagiu a estas acusações de Leandro nas redes sociais, identificando Cristina Ferreira e a TVI na sua publicação. “Já que falam tanto da minha pessoa, gostava de ter o mesmo tempo de antena. Que palhaçada”, escreveu nas Instastories.

Recorde a polémica entre Leandro e Sury Cunha aqui.

Leandro chora ao falar da avó e dos irmãos

Na Curva da Vida, Leandro não conteve as lágrimas ao falar da infância, da morte da mãe e da avó, e dos irmãos.  Um dos momentos mais difíceis da vida do concorrente do “Desafio Final Big Brother” aconteceu quando este tinha apenas 14 anos, quando perdeu a mãe, vítima de uma paragem cardiorrespiratória. “A minha mãe tinha uma bebé de nove meses, a Zélia, que nasceu sem conhecer a mãe”, começou por contar.

Esta não foi a única perda que abalou o mundo de Leandro. O jogador do reality show da TVI cresceu numa família grande, com “sete irmãos” e viveu sempre na casa da avó. “Foi com ela que aprendi tudo o que sou hoje. Andava sempre com ela para todo o lado, era vendedor como ela”, disse, lembrando um momento arrepiante do dia em que a familiar morreu: “O que mais me deixou triste, foi no velório. Eu, quando lhe toquei, ela chorou. Aquilo foi apenas a despedida que fez”.

Sem duas figuras importantes no núcleo familiar, o pior acabou por acontecer. “Um dia batem à parte… Era uma assistente social, levaram quatro irmãos. Tive que largar a escola para irmos trabalhar, para nos conseguirmos sustentar e tirar de lá os meus irmãos (…) Durou cerca de sete anos até conseguir ter os meus irmãos comigo“, contou Leandro, visivelmente emocionado.

 

Veja a Curva da Vida de Leandro:

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Big Brother TVI (@bigbrothertvi)

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Reprodução redes Sociais

PUB