Leonor Poeiras alega ter sido assediada sexualmente por antigo psicanalista

Leonor Poeiras alegou ter sido assediada sexualmente e moralmente pelo seu antigo psicanalista. O especialista já reagiu às acusações da antiga apresentadora da TVI.

07 Mai 2021 | 20:10
-A +A

Leonor Poeiras alegou ter sido vítima de assédio sexual e moral pelo seu antigo psicanalista, Frederico Pereira, em setembro de 2012, quando terá recebido uma mensagem erótica do especialista durante a madrugada.

Nessa altura, a antiga apresentadora foi diagnosticada com uma depressão e necessitou de receber acompanhamento psicológico, sendo habitual trocar palavras com o profissional por diversas vezes. No entanto, só depois de 200 sessões é que Leonor Poeiras se sentiu incomodada, tal como avançou numa entrevista cedida a um jornal semanal.

“Recorria a ele quando estava num momento muito mau. Era frequente trocarmos SMS ao domingo. Eram sessões muito íntimas: a terapêutica freudiana é muito assente num autoconhecimento que vem da nossa sexualidade. Entreguei-me por completo a esta pessoa. Só numa madrugada, ao fim de 200 sessões, é que eu percebi o que estava a acontecer”, começou por contar.

“Acordo, inquieto. Ao umbigo do sonho liga-se uma imagem: a sua. Pensamentos em turbilhão, desconexos: cabana solitária, porque não me convidas visita — uma manhã? Porque não me convida…? Porque não… Não sei o que digo, não sei o que penso. Perdoe-me esta intrusão em paisagens que são tão suas…”, ter-se-á lido na mensagem que Leonor Poeiras recebeu às 4h32 da manhã, enquanto estava de férias numa cabana na Costa da Caparica.

Leonor Poeiras: “O desejo dele em se encontrar comigo”

“O que me enoja nisto tudo é ele acreditar que a sua investida podia ser bem recebida”, confessou a comunicadora, acrescentando: “Interpretei como sendo o desejo dele em se encontrar comigo, sim. Não é suposto um terapeuta ter este tipo de relação com uma paciente.”

Segundo o antigo rosto da TVI, terá havido várias tentativas de comunicação por parte de Frederico Pereira, inclusive um pedido de desculpas. Porém, Leonor alega que não respondeu e terá colocado um ponto final nas sessões de psicanálise.

“É aí que ele me destrói”

A comunicadora contou ainda ao semanário Expresso que o psicanalista terá pedido para não apresentar queixa e que terá usado o seu “poder como psicanalista” para lhe fazer uma nova avaliação. “É aí que ele me destrói e manda a minha confiança completamente abaixo. É uma avaliação grosseira, vingativa, que mostra um ego ferido”, relatou.

Só depois, no ano passado, Leonor diz ter apresentado queixa à Ordem dos Psicólogos, embora não tenha sido possível instaurar um processo disciplinar uma vez que já tinha passado cinco anos do sucedido.

“Ele [Frederico Pereira] ainda está a exercer. Eu tenho provas [de assédio]. Acho justo que seja afastado da terapia”, explanou a apresentadora, alegando ter em sua mão indícios do crime num dossiê.

 

Especialista já reagiu às acusações

 

Em sua defesa, o ex-psicanalista de Leonor Poeiras alega que a mensagem que terá enviado à apresentadora não passou de uma “expressão de um sonho”. “De facto às quatro da manhã, quando acordei, terei dito essas coisas. Mas esse assunto ficou por aí. Não tem nenhuma insinuação sexual”, assegurou ao jornal Expresso, dizendo ainda que não deve “responder a pessoas perturbadas”.

O profissional é um dos especialistas mais conceituados na área de Psicanálise e foi o primeiro reitor do Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA).

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Redes Sociais

Veja também:
“Tem 13 anos e 1,72cm”: Leonor Poeiras partilha imagem do filho e revela “saudades”
Leonor Poeiras não perdoa ataques a Cristina Ferreira. E toma decisão radical

 

PUB
Top