Finalmente… o amor! Ex-candidata de agricultor está novamente apaixonada

Letícia Máximo já tinha conhecido a sua cara-metade há oito anos, mas nunca mais se voltaram a ver. Agora, passado este tempo, por coincidências da vida, reencontraram-se e apaixonaram-se.

12 Jul 2020 | 21:00
-A +A

Depois do fracasso que foi a sua participação no programa Quem Quer Namorar com o Agricultor?, da SIC, onde não conseguiu conquistar o coração do Chico das Aventuras, Letícia Máximo tem novos motivos para sorrir. A motorista da Uber está apaixonada e já está de relação assumida com Manuel há cerca de duas semanas.

Em conversa exclusiva com a TV 7 Dias, a ex-candidata revela que tinha conhecido a sua cara-metade há oito anos, mas que nunca mais o viu. No entanto, por circunstâncias da vida, Letícia reencontrou-o numa discoteca em novembro do ano passado. «Porém, ele tinha a namorada ao lado, que fez questão de se vir apresentar e dizer-me que era a futura esposa dele. Ele pouco ou nada me deu atenção. Fui-me embora», revela.

No entanto, a relação fracassou e, passado um mês deste encontro inesperado, Manuel, que reside em Albufeira, começou a interagir com Letícia nas redes sociais. «Até que um dia diz-me, entre conversas no Messenger, ‘vou aí e tomamos um café.’ Eu aceitei.» Desde aí, os dois nunca mais se largaram.

Segundo a candidata do Chico das Aventuras, «ele tem tudo o que eu quero num homem. Sinto-me protegida, acarinhada, compreendida. E, acima de tudo, ele escuta-me e eu a ele. Somos cúmplices e amigos. É daquelas situações em tens muito pouco tempo físico com a pessoa e parece que toda a vida tens lidado e conhecido essa pessoa. Terminamos frases ao mesmo tempo, falamos a mesma, língua apesar de ele ter uma forma discernimento das palavras bem mais profunda e assertiva do que a minha forma».

Apesar de a relação correr de feição, Letícia admite que teve receio de a assumir, pois o anterior namoro de Manuel tinha terminado há muito pouco tempo. Mas enfrentou o seu receio, decidiu avançar e garante: «Enquanto for, vou ser feliz, prefiro viver este amor do que renunciar e não ser feliz… Mesmo que seja por instantes.»

 

Texto: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt); Fotografias: reprodução TVI e redes sociais

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1738 da TV 7 Dias)

PUB
Top