Liliana Aguiar diz-se vítima de bullying: “Não têm que me tratar mal”

Continua a polémica que opõe Liliana Aguiar aos comentadores do Passadeira Vermelha. “Tudo isto para mim é bullying”, diz.

20 Nov 2023 | 13:21
-A +A

Continua a dar que falar a “guerra” que opõe Liliana Aguiar ao programa Passadeira Vermelha, da SIC Caras. Primeiro, foi a apresentadora, a viver no Dubai, que opinou sobre os gastos das mulheres em cuidados com a imagem. Algo que valeu críticas da comentadora Filipa Torrinha Nunes. Liliana Aguiar respondeu, Liliana Campos e Nuno Azinheira também se envolveram na discussão e agora é Liliana Aguiar quem tenta colocar um ponto final na polémica.

Leia ainda: Filipa Torrinha Nunes e as “capacidades” que antiga apresentadora não tem

Liliana Aguiar diz-se vítima de bullying no programa e pede que as coisas cheguem ao fim. Primeiro, começou por responder a Nuno Azinheira. Depois de o comentador ter destacado que não conhecia os trabalhos da modelo e apresentadora. “Isto, para o Nuno Azinheira, que não sabe como é que eu apareci aqui”, salienta, destacando de seguida alguns dos trabalho que fez ao longo da carreira.

“Se ela me pode chamar idiota e retrógrada, por que é que eu não lhe posso chamar boneca insuflável”

Depois, queixa-se do tratamento recebido no programa. “Tudo isto para mim é bullying, quando eu oiço (…) é normal que eu reaja de uma forma menos agradável (…) quando eu me refiro à imagem da Filipa Torrinha, não é uma coisa que me choque (…) só que, se ela me pode chamar idiota e retrógrada, por que é que eu não lhe posso chamar boneca insuflável? Não entendo”, refere. Liliana Aguiar assume ainda que enviou uma mensagem a Nuno Azinheira, algo que defende ser “normal”, a pedir para o comentador se acalmar.

“Não têm que me tratar mal”

Por fim, um pedido a todos os comentadores. “A única coisa que eu vos peço é um bocadinho mais de coerência em tudo o que dizem, menos mau trato! Não têm que me tratar mal, podem não concordar mas daí a insultarem-me, a falarem dos meus filhos (…) não. Acho que tem que haver limites. Respirem antes de falar, por mim estará aqui tudo resolvido, não vou perder o meu tempo a falar muito da Passadeira Vermelha e espero que vocês não percam o vosso a falar de mim”, termina.

Texto: Bruno Seruca
Fotos: Impala e reprodução Instagram
PUB