Liliana Aguiar e marido ARRASADOS: «Sinto vergonha alheia»

Liliana Aguiar e Francisco Nunes foram criticados pelos últimos vídeos que partilharam nas redes sociais. No Passadeira Vermelha, o casal foi acusado de ter perdido a noção.

23 Mar 2019 | 19:40
-A +A

Três dias depois de Liliana Aguiar e o marido, Francisco Nunes, terem publicado um vídeo em que estavam no carro a falar de traições, o casal foi comentado durante o Passadeira Vermelha, da SIC, desta sexta-feira, 22 de março.

No vídeo em que falavam sobre traições, a empresária o coach manifestaram algumas opiniões consideradas «antiquadas» e «machistas».

Recorde o vídeo:

«Acabámos de estrear o Carro do Horror», afirma Nuno Azinheira, perplexo com as declarações do casal.

«Estas coisas são demasiado sérias para se falarem assim», acrescenta Joana Latino. Já Liliana Campos admite que «isto só se pode tratar de um projeto» que estão para lançar.

Leia ainda: Marido de Liliana Aguiar ABSOLVIDO de acusação de violência doméstica

 

«Ele como coach tem de ter conhecimentos para dizer que as relações funcionam 50/50. Ninguém é culpado.», continua Joana Latino, referindo-se à afirmação em que o marido de Liliana Aguiar insinua que a quando o homem trai é porque a mulher não o apreciou. «Não se pode dizer que a infidelidade acontece porque a mulher em casa não disse que ele tinha o instrumento  mais competente do mundo», acrescenta a jornalista.

Apesar de considerarem que se pode tratar de um projeto profissional, os comentadores do Passadeira Vermelha consideram que é necessário acrescentar algo de informativo ao conteúdo.

Veja o vídeo aqui.

 

«Sinto vergonha alheia»

Na mesma altura em que partilharam o vídeo em que falaram sobre traição, Liliana Aguiar e Francisco Nunes publicaram um outro vídeo em que falavam sobre peidos. No vídeo, além de comentarem a sua experiência, o casal conta uma história relacionada com os vizinhos.

Depois de verem o vídeo em estúdio, o silêncio fez-se sentir entre os comentadores do Passadeira Vermelha.

«Este silêncio diz tudo. Sinto vergonha alheia», diz Nuno Azinheira. «Caiu-me o queixo pelo mau gosto, a falta de noção», acrescenta Joana Latino.

«Isto é patético», termina Ana Marques.

Texto: Redação WIN – Conteúdos digitais| Fotos: Redes Sociais

PUB
Top