Liliana Filipa: «as pessoas associam a Casa dos Segredos a uma COISA HORRÍVEL»

Liliana Filipa ficou conhecida ao entrar na Casa dos Segredos 5 mas depressa se tentou descolar do estereótipo. A empresária revela qual o segredo do sucesso.

21 Fev 2019 | 22:00
-A +A

A ex-concorrente da Casa dos Segredos 5 admite que não tem sido fácil afastar-se da ideia pré-concebida que o público tem dos concorrentes de reality shows. Liliana Filipa sente que há preconceito mas sublinha que já não liga a críticas e garante que por ter sido mãe, há cinco meses, não se esqueceu de se olhar ao espelho.

Foi das poucas que vingou no mundo empresário depois de ter entrado na Casa dos Segredos. Qual é o segredo?

Estou surpreendida com o público que tenho. As coisas têm corrido muito bem. É curioso que não são só os meus fãs que compram. Tento cada vez mais descolar-me dessa imagem, porque sinto que as pessoas associam a Casa dos Segredos a uma coisa horrível. É mesmo a verdade, sinto que às vezes nos diminuem um bocadinho, também por algumas coisas que aconteceram porque tínhamos a vida muito expostas. Mas acho que o segredo é tentarmos fazer o que gostamos e trabalhar muito. Trabalho todos os dias de manhã à noite. É muito importante, não é só encostarmo-nos ao mundo das presenças, foi só um minuto.

 

Veja mais: Liliana Filipa despe-se depois de ter sido mãe

 

Sentiu esse preconceito?

Sim, acho que as pessoas têm um preconceito enorme com quem entra na Casa dos Segredos, porque também há poucas que vingam e se esforçam para ter o próprio negócio. Há poucas pessoas da Casa dos Segredos que se esforçam para serem boas noutras coisas. As pessoas metem-nos a todos no mesmo saco, mas não somos todos iguais e também crescemos. Tinha 20 anos e agora tenho 24.

 

«Não consigo trabalhos … porque participei na Casa dos Segredos»

 

Fecharam-lhe portas por ser ex-concorrente da Casa dos Segredos?

Sim, sinto que as minhas redes sociais são fortes e às vezes não consigo trabalhos com algumas marcas porque participei na Casa dos Segredos.

Como se dá a volta?

Acho que, a pouco e pouco, as pessoas vão percebendo que eu não sou só a concorrente. Já me meti noutros projetos, tenho duas empresas, trabalho, esforço-me, por isso acho que as pessoas vão dando a oportunidade e querendo conhecer um bocadinho mais de mim.

Construiu uma família com Daniel…

Acho que o facto de ter construído família também ajuda a que as pessoas me vejam de outra forma.

 

«A Ariel juntou-nos imenso»

 

Como está a correr esta nova vida, com a maternidade?

Está a correr muito bem, estamos encantados com ela, somos uns pais babados e a Ariel também nos juntou imenso. É bom ser mãe, é muito bom. Está com cinco meses, teve cólicas até aos quatro, foi uma fase horrível, nós não dormíamos, queríamos trabalhar no dia a seguir e era complicado. Mas agora é uma criança super calma, dorme oito horas.

Ela fica com quem quando vão trabalhar?

Eu trabalho muito em casa, mas sempre que tenho de sair ou a levo comigo ou fica com os avós. O Daniel também ajuda muito. Ele faz tudo, e também fica com ela sozinho.

Há muitos casais que se afastam depois de serem pais. No vosso caso, como disse, uniu-vos…

Os filhos põem à prova o amor dos casais e o que conseguem superar. Nós passamos por uma fase complicada, com as cólicas dela, puxava muito por nós, horas sem dormir, cansaço, físico e psicológico, mas no dia a seguir conseguíamos dar a volta por cima. Quem se ama e quem aguenta, os filhos só vêm ajudar a reforçar o laço.

Com quem tirou as dúvidas sobre a maternidade?

Ajo muito por instinto, posso perguntar a toda a gente, mas acabo por fazer o que acho. Tem corrido bem e normalmente acerto.

 

«Encaro a maternidade sem me esquecer de mim»

 

O que fez para voltar à forma física?

Nada, tenho de agradecer à minha mãe. Não vou estar a inventar, mas penso que o facto de ainda estar a amamentar também ajuda bastante, principalmente à barriga. Fui logo ao lugar e nem estava à espera de ser tão rápido. Acho que tem a ver com a idade, o facto de ter sido mãe com 24 anos também ajuda, usei cinta, punha muitos cremes antes de ter a bebé, de manhã e à noite, não queria ter o meu corpo com estrias… podia acontecer, mas está tudo bem.

 

Veja mais: Liliana Filipa fala sobre novo projeto

 

Há algumas pessoas que a criticam por ter mostrado logo o corpo…

Eu aceito as criticas, quando são construtivas, quando são pessoas a criticar a minha maneira de ser e a minha maneira de encarar a maternidade, não… Encaro a maternidade sem me esquecer de mim, acho que não nos devemos esquecer de nós enquanto mulheres. Há pessoas muito mesquinhas que me dizem que eu tenho de me preocupar é com o bebé e não com o corpo. Eu tenho de me preocupar com o bebé e comigo. Não ligo.

 

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Paula Alveno e Redes Sociais

PUB
Top