BB à Primeira Vista bombástico: «A Teresa é extremamente amarga. Puro show-off»

Nova semana no Big Brother 2020, novo BB à Primeira Vista na TV 7 Dias. Na crónica de hoje, Liliana Oliveira centra-se na ameaça de desistência de Teresa e na polémica entre Hélder e Ana Catharina.

02 Jun 2020 | 18:50
-A +A

Olá a todos! Hoje começo pela ameaça de desistência da Teresa depois de se ter dito farta dos conflitos gerados à volta dela. Um comportamento típico… Se a Teresa está farta, que não se ponha a jeito, porque ela pega por tudo e por nada e está sempre a implicar com toda a gente. Isso até se viu no ‘filme’ com a Iury, que estava a falar com o Daniel Monteiro sobre um pássaro e a Teresa achou que era sobre ela. Ela parece que já tem a mania da perseguição e pensa que todos falam dela e que nenhum gosta dela. Não! Ela é que se mete nas conversas de todos. Parece que quer ser o centro das atenções!

A Teresa é uma mulher extremamente conflituosa, extremamente amarga e que, independentemente de dizer que é casada e bem casada, sofre intimamente. Nota-se. Porquê? Só lhe diz respeito a ela. Mas o certo é que ela transfere todas as frustrações dela para o jogo. Não acredito que a Teresa está a jogar bem da maneira que o está a fazer. Ela sabe que dificilmente sairá do jogo com os conflitos todos que gera, mas os seus colegas, cada vez mais, começam a colocá-la de parte.

Depois dos gritos, ameaçou desistir e começou a fazer as malas sem, num primeiro momento, querer sequer falar com o Big Brother no confessionário. Sabem o que vos digo? Show-off. Puro show-off. ‘Quanto mais eu fizer este tipo de coisas, mais tempo me vão querer cá.’ A reação dela foi uma pura estratégia de jogo.

 

Se tivesse sido comigo, teria mandado um grito ao Hélder

 

E sobre os polémicos abanões do Hélder à Ana Catharina? Continuo a ter uma opinião muito própria em relação ao Hélder: ele é muito intrusivo e não sabe colocar-se no seu lugar. Ele acha que toda a gente tem de gostar e aceitar as brincadeiras e piadas dele, quando muitas das vezes nem graça têm. O Hélder excede-se. Acredito que faça as coisas na pureza e sem maldade alguma, mas não consegue perceber que nem toda a gente está recetiva às suas brincadeiras.

A mesma coisa aconteceu com a Teresa. Quando os dois estavam no closet a conversar, ele levantou-se e tocou nela quando não havia necessidade de agarrar nela para conversarem. E também aí o Big Brother teve de intervir. Ou seja, ele tem necessidade de tocar nas pessoas para se fazer ouvir. Acha ele que é a melhor forma… mas está enganado!

Se o faz da melhor forma? Não. Eu também não gosto que me agarrem para conversar comigo. Se tivesse sido comigo, ter-lhe-ia mandado um grito, porque sou muito explosiva. Compreendo a reação da Ana Catharina. Se ela foi vítima de violência doméstica ou não, como o Hélder equacionou mais tarde, é um assunto que ninguém tem direito de pôr em causa. Pode ser só a maneira de ser dela…

Quanto ao facto de o Daniel Monteiro ter saído em defesa do Hélder… Todos nós já percebemos que o Daniel Monteiro tem um quê contra a Ana Catharina. Desde o momento em que ela disse que não iria nomear mulheres enquanto pudesse, eles criaram uma antipatia um com o outro. Não me surpreende nadinha a reação dele. Aqueles são unha com carne. Se um diz para irem para a esquerda, os dois vão para a esquerda, mesmo que a verdade seja para a direita. Ele vai defender sempre o Hélder, a menos que seja numa questão entre Hélder e Iury. Aí, não valerá a pena, porque o Daniel Monteiro vai sempre defender a Iury.

 

Fiquei completamente estupefacta com a expulsão do Renato

 

Fiquei completamente estupefacta com a expulsão do Renato, um paz de alma e que não estava a dar nada ao jogo, por enquanto, mas que se tinha soltado bastante na última semana, e deixam a Teresa no Big Brother 2020. Ainda por cima depois de ter tido a discussão que teve com o Pedro Soá (apesar de ela ter tido a razão dela) e do o marido dela ter ido gritar para o interior da casa! Ela tinha uma panóplia de circunstâncias contra ela, mas foi salva…

Quanto ao facto de, no final dessa noite, se ter salvo de uma nova nomeação, parece-me óbvia a decisão. Se tivéssemos o poder de nos salvar de uma nomeação, só se fôssemos muito ingénuos é que salvaríamos outra pessoa. Todos nós seríamos egoístas a esse ponto e iríamos salvar a nossa pele. Mas, se a Teresa se salvou, porque é que logo no dia seguinte faz as malas para ir embora?! Volto a dizer: show-off.

 

O Diogo é o líder do jogo

 

Voltemo-nos agora para os nomeados. O Diogo está novamente nomeado e vai novamente ficar na casa mais vigiada do País. O Diogo vai voltar a ser alvo porque ele é o líder do jogo. Tudo se centra na figura dele. O Hélder cria fricção com a Teresa e faz complô com o Daniel Monteiro. Por isso, tem de permanecer na casa. Sem sombra de dúvidas.

Para mim, a decisão estará entre a Ana Catharina e a Soraia, ainda que acredite que quem vá ser expulsa seja a primeira. A Ana Catharina, como disse na semana passada, não é carne nem é peixe. Está muito no limbo. Ela não sabe para qual dos dois grupos há de pender – sim, porque continua a haver dois grupos na casa. Já a Soraia apagou-se muito do jogo. A Soraia é uma miúda que está iludida. Ela iludiu-se a ela própria, apesar de todos lhe terem dito na cara que o Daniel Guerreiro não queria nada com ela.

 

 

Aliás, permitam-me debruçar-me sobre este assunto. Ele foi um homem e disse-lhe diretamente: ‘Não insistas, porque eu não vim para aqui com esse objetivo e, por isso, isso não vai acontecer’. E não acredito que, cá fora, vá acontecer alguma coisa entre os dois, porque eles são muito diferentes a nível de personalidade e de objetivos de vida. Não têm nada a ver um com o outro. Amigos, sim. Mais do que isso, não.

 

O Daniel Monteiro está a querer marcar território sem ter território

 

E já que falo sobre casais… Viro-me agora para o Daniel Monteiro e a Iury. Ele assumiu que está «apaixonado» e segredou ao ouvido dela «Amo-te». Já ela retrai-se e dá passos atrás. Para mim, estamos perante uma versão de Soraia e Daniel Guerreiro mas com os papéis invertidos. O Daniel Monteiro anda atrás da Iury e a sufocá-la, enquanto ela lhe diz sempre «Não te estiques».

Ele tentou beijá-la e ela fugiu! Eles podem ser muito amigos e ter uma química, mas a Iury já deixou bem claro que, ali, não vai acontecer nada. E ele está a ser insistente, a querer marcar território sem ter território, porque ela não lho deu. Ele não se está a iludir. Ele está plenamente confiante de que ela gosta dele, mas ainda não percebeu que aquilo não passa de uma amizade.

Termino a crónica destacando um ponto negativo do Daniel Monteiro. Ele tem aquele ar de ‘estive na tropa, sou rígido, sou duro’, mas correu-lhe mal no treino de defesa pessoal que deu aos colegas há uns dias. Quando queremos mostrar as nossas experiências de vida ou aquilo pelo qual já passámos, devemos fazer as coisas com consciência – e ele sabe que está num programa de televisão! – e ter a certeza de que aquilo que estamos a dizer é a verdade e que não vai ofender ninguém.

O Daniel Monteiro acabou por ofender grandes mestres, porque as indicações de treino que estava a dar não eram corretas. Ele diz que sabe, que faz isto e aquilo. mas depois, na prática, comete erros atrás de erros.

 

Até para a semana! Sempre com o Big Brother em vista.

 

Crónica: Liliana Oliveira; Fotografias: reprodução TVI e redes sociais

 

ATENÇÃO!

Na impossibilidade de comprar a sua revista favorita nos locais habituais, pode recebê-la no conforto de sua casa, em formato digital, no seu telemóvel, tablet ou computador.

Eis os passos a seguir:
  1. aceda a www.lojadasrevistas.pt
  2. escolha a sua revista
  3. clique em COMPRAR ou ASSINAR
  4. clique no ícone do carrinho de compras e depois em FINALIZAR COMPRA
  5. introduza os seus dados e escolha o método de pagamento
  6. pode pagar através de transferência bancária ou através de MB Way!

E está finalizado o processo! Continue connosco. Nós continuamos consigo.

PUB
Top