Ljubomir passa-se na Figueira da Foz: «Não gosto de nada do pacote»

Ljubomir visitou O Capirinha, na Figueira da Foz, e as coisas não podiam ter corrido pior. Desde os problemas de saúde dos donos até discussões intermináveis sobre a ementa e a decoração.

20 Jan 2020 | 10:25
-A +A

A Figueira da Foz foi o destino deste domingo de Pesadelo na Cozinha. Ljubomir Stanisic visitou o restaurante O Caipirinha e as coisas, como sempre, correram de forma atribulada. João, de 58 anos, proprietário e cozinheiro do estabelecimento, gere o restaurante há quatro anos e tem a ajuda da mulher Rosa na cozinha. Como empregado de mesa e pizzaiolo o filho, Wesley, e como empregada de mesa a Chris, uma rapariga que está a trabalhar na área pela primeira vez, desde há quatro meses.

Só há um cozinheiro, existe falta de comunicação e um forno de pizzas que não está em condições e pode incendiar-se a qualquer momento. «Não gosto de trabalhar assim. Eu tento falar com o meu pai para melhorar as coisas, mas ele não me dá ouvidos», conta Wesley.

«Não gosto de nada do pacote»

 

Ljubomir chega ao restaurante e fica surpreendido pela negativa com a ementa. 71 pratos, todos de variedades diferentes. «Só não há pratos de comida chinesa porque não havia espaço», diz. João admite que «nunca parou para contar quantos pratos tinha». Perguntou ao chef se gostou do que lhe serviu e Ljubomir, sem papas na língua, foi claro: «João, eu não gosto de nada do pacote».

Quanto à decoração, Ljubomir Stanisic acha que nada está relacionado. Nem cores, nem feitios. «Há muito tempo que não via um restaurante tão feio. Odeio fotografias dos pratos nos restaurantes», esclarece.

Ao entrar na cozinha de João, Lo chef jugoslavo depara-se com a desarrumação, a lentidão, e a falta de organização, mas não fica por aqui. Um dono que não quer aprender e que não come carne. «Isto tem muito trabalho pela frente e vai ser duro. Vocês têm de me aturar, eu vou ser bruto para vos ensinar. O João não é cozinheiro. O João cozinha», explica.
O primeiro passo para mudar: Deitar fora a ementa com 71 pratos e meter mãos à obra.

«Estou farto desta merda»

 

Rosa tem problemas de saúde e sente-se mal com todas as mudanças repentinas no restaurante. «Estou tonta, estou tonta», diz quase a cair. O chef não a deixa ficar mal e vai buscar água com açúcar para ajudar a mulher de João.

Ao conhecer cada um dos funcionários, Ljubomir acha estranho que Wesley, de 31 anos, não saiba fazer pizzas sem ser com natas e ensina-o. Acha que tem falta de curiosidade, mas Wesley ouve e apreende tudo o que o chef ensina. Já João, não quer saber. Ljubomir não gosta da atitude do proprietário e reage: «Estou farto desta merda. Não quero estar contigo nesta cozinha. De mim não há mais nada. Tu não querer saber». Em pânico, Rosa chama pelo chef e chora porque quer que o marido aprenda com Ljubomir.

O líder de Pesadelo na Cozinha e João têm uma conversa para perceber se vale a pena ou não continuarem a trabalhar juntos. «Ontem só me apetecia ir para casa. Tu só queres saber de grelhar frango. Não ouves», diz Ljubomir. João admite o erro e pede desculpa.

O chef tem uma conversa com os quatro para tentar perceber o que cada um quer fazer. Explica a João o que tem de fazer para levar o restaurante a um bom porto. «Toma conta da tua famlía». João, de lágrimas nos olhos, fica sem palavras.

Restaurante novo em folha

 

No dia seguinte, quando a equipa chega ao restaurante fica surpreendida. A decoração mudou radicalmente, está apenas azul e branca. «Adorei, amei», diz João. Loiça nova, paredes pintadas e uma mesa central para que Chris veja toda a sala e consiga chegar a todos os clientes e ao mesmo tempo estar de olho na cozinha, para conseguir comunicar com os restantes. O forno foi arranjando e o grande problema deste era a sujidade. Ementa nova, entre 20 a 25 pratos, com comida brasileira e portuguesa. Máquina de lavar loiça nova para que o trabalho de Rosa seja mais fácil.

João emociona-se com os pratos que o chef preparou e admite que tudo o que fazia antes do Chef chegar «estava errado». «Hoje eu tenho noção de que não conseguia fazer nada», termina João. Ljubomir deixou um último conselho ao proprietário: «Tenta acordar para a vida».

Os quatro ficaram satisfeitos com a ida de Ljubomir ao restaurante. De lágrimas nos olhos, agradecem ao chef.

Texto: Carolina Sá Pereira | Fotos: DR

 

Veja mais:
Dona de restaurante vai parar ao hospital devido ao comportamento de Ljubomir Stanisic
Pesadelo na Cozinha: Veja as imagens do restaurante do episódio desta noite!

PUB
Top