Ljubomir Stanisic manda boca à TVI: “O grupo SIC é idóneo. Não recebem jantares à borla”

Ljubomir Stanisic voltou a frisar que “não foi o dinheiro” que o levou a deixar a TVI e a mudar-se para a SIC. Em entrevista a Júlia Pinheiro, o chef lança ainda farpas à estação de Queluz de Baixo.

08 Jan 2021 | 18:50
-A +A

A saída de Ljubomir Stanisic da TVI para a SIC, anunciada no verão passado, faz correr muita tinta na Imprensa. Seis meses depois, o chef continua a dizer que não trocou o canal de Queluz de Baixo pelo de Paço de Arcos por questões financeiras.

Em conversa com Júlia Pinheiro, no programa em nome da apresentadora, o jugoslavo reforçou que rompeu o “primeiro contrato na vida” porque lhe foram “diretos ao coração”.

O convite da SIC foi selado na casa que Ljubomir Stanisic tem no Alentejo e onde recebeu os responsáveis da estação. “Mandei uma mensagem a dizer que só me sentaria com eles se comessem e bebessem na minha casa”, recordou o chef. Assim foi. “Não foi o dinheiro aquilo que mandou em mim”, frisou.

 

Ljubomir Stanisic: “Os jornalistas da SIC vêm cá e pagam as refeições”

 

Já quando a mudança foi anunciada, o chef tinha afirmado, em comunicado, que se sentia entusiasmado com as “novas ideias” e os “novos projetos” que lhe foram apresentados. “Tenho sido muito feliz na televisão, guardo com muito carinho as memórias, os trabalhos e as pessoas com que trabalhei nos últimos anos, agradecerei para sempre à TVI a oportunidade que me deu, o espaço, a liberdade, a confiança, mas quem me conhece sabe que adoro desafios. E este, com a SIC, é um dos grandes. Queremos fazer diferente – e tentar fazer a diferença. Estão na calha novas ideias, novos projectos, que me entusiasmam muito. Gosto de ousadia, de ir mais longe em tudo o que faço na vida. Este novo passo representa tudo isso, por isso não podia estar mais satisfeito com o que aí vem”, afirmou, na altura.

Ainda assim, o chef jugoslavo não deixa de mandar ‘farpas’ ao canal em que fez sucesso com o líder de audiências “Pesadelo na Cozinha”. “Para mim, o grupo SIC é idóneo. O jornalismo é idóneo. Não recebem jantares à borla. Os jornalistas da SIC, da Visão e do Expresso vêm cá [ao seu restaurante, o Bistro 100 Maneiras] e pagam as refeições. Não vêm por convite fazer crítica. É uma coisa que eu muito respeito”, atirou, na conversa com Júlia Pinheiro.

Na SIC, Ljubomir Stanisic vai dar a cara pela versão portuguesa de “Hell’s Kitchen”.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por SIC (@sicoficial)

 

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top