Luan revoltado com agressão a casal gay: «É um absurdo isto continuar a acontecer»

Luan Tiófilo, ex-concorrente da Casa dos Segredos 7 e marido de Tiago Rufino, mostrou-se chocado com a notícia de uma agressão a dois jovens homossexuais em Coimbra.

17 Jul 2018 | 11:32
-A +A

Luan Tiófilo partilhou a sua revolta em relação à agressão de um casal homossexual num shopping em Coimbra, no passado sábado à noite, 14 de julho.

«É um absurdo isto continuar acontecendo! CHEGA!!! BASTA!!! As pessoas merecem respeito. Merecem ser livres para viverem as suas vidas sem medo que isso possa acontecer. Mais amor por favor», escreveu o ex-concorrente da Casa dos Segredos 7.

Veja o vídeo:

 

O companheiro do vencedor da última edição da Casa dos Segredos fez questão de demonstrar a sua revolta em vídeos, onde refere que: «não é preciso agredir ninguém, nem verbalmente nem fisicamente.»

Veja mais: Luan revela que foi vítima de roubo!

 

«Já acho estúpido que duas pessoas não se possam amar independentemente do sexo que elas tenham, agora mais estúpido ainda é uma pessoa precisar de agredir para demonstrar que aquilo não está certo», acrescenta o brasileiro.

 

Agressão bárbara em Coimbra

Esta agressão ocorreu no passado sábado, 14 de julho, no Alma Shopping, junto ao Estádio da Cidade de Coimbra. Duarte e o companheiro tinham acabado de se despedir com um beijo na boca. Perante esta demonstração de amor, um grupo de etnia cigana agrediu os jovens com um alicate na cabeça e pontapés, enquanto cuspiam e faziam ameaças de morte, chamando nomes como «paneleiros» ou «pedófilos».

Veja também: Médico gay revela que existe discriminação 

 

Duarte, um dos jovens agredidos, partilhou o testemunho de todo o terror que viveu naquele dia na sua página de Facebook, salientando ainda que ele e o namorado chamaram imediatamente os seguranças do shopping, que só apareceram no final do sucedido.

«Camisola rasgada, sangue por todo o lado, 8 pontos… Foi a consequência de ter dado um beijo ao meu namorado que estava prestes a entrar para o seu emprego», relata o agredido nas redes sociais.

Fotos: Arquivo Impala e Redes Sociais

 

PUB
Top