Luciana Abreu ignora morte de avó. Sofria de Parkinson e partiu com grande desgosto

A avó paterna de Luciana Abreu, Maria Barreto, sofria de Parkinson e acabou por morrer dias antes de fazer 79 anos. Para a campa, levou o desgosto de se encontrar afastada da neta e das bisnetas.

15 Abr 2021 | 22:50
-A +A

Morreu, no início desta semana, a avó paterna de Luciana Abreu. Maria Barreto sofria de doença de Parkinson há vários anos e o seu estado de saúde estava cada vez mais debilitado, ao ponto de o seu filho, Luís Costa Real, ter vindo do Brasil, onde residia, para morar em Portugal de forma a que a sua mulher pudesse ajudar a tomar conta da sogra.

Foi através das redes sociais que o progenitor da atriz deu conhecimento da partida de Maria Barreto, que faleceu no dia 13, a 13 dias de completar 79 anos de idade. “Mãe, és imortal porque viverás sempre em cada uma das minhas lágrimas. Escrevo porque sinto a tua falta, porque a saudade é imensa e não cabe no meu peito”, pode ler-se numa publicação de Facebook, que surge acompanhada por uma fotografia da falecida.

 

Pai e madrasta de Luciana Abreu falam com a TV 7 Dias

 

“Ainda não consigo exprimir por palavras o sentimento que sinto dentro do meu coração. Saudades eternas de si, minha sogra amiga”, complementou a madrasta de Luciana Abreu, Paula Dias.

A TV 7 Dias falou com o pai e com a madrasta da atriz, que nos contaram como foram os últimos dias de Maria Barreto. Na mesma conversa, partilharam com a nossa/sua revista um dos grandes desgostos da avó de Luciana Abreu: o facto de não ter conhecido as bisnetas mais novas.

 

Leia a história completa que envolve Luciana Abreu na edição desta semana da TV 7 Dias. Nas bancas a partir desta sexta-feira!

 

TV 7 Dias

 

Texto: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt); Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top