Luís Aleluia RECORDA infância de MISÉRIA: «A minha mãe NUNCA LEU UMA HISTÓRIA»

Após ter aberto o livro da sua vida no Alta Definição, agora é a vez de o ator contar mais pormenores sobre a infância complicada que viveu, em Conta-me Como És.

25 Jan 2019 | 10:32
-A +A

Passou cerca de um ano desde que Luís Aleluia decidiu-se sentar-se à conversa com Daniel Oliveira e contar aquilo que poucos sabiam: os contornos de uma infância dolorosa, que acabou por culminar na institucionalização do eterno «menino Tonecas».

Depois de um problema de saúde recente que o obrigou ao internamento, Luís Aleluia é o próximo convidado de Fátima Lopes, para uma entrevista franca, em Conta-me como És, que será emitida no próximo sábado, dia 26 de janeiro.

A estação de Queluz já começou a campanha de divulgação do programa e, para além de ter desvendado o nome do entrevistado, adiantou também uma declaração do ator. «A minha mãe nunca leu uma história… Porque ela não sabia ler. Nós vivíamos num extremo de pobreza». É desta forma que a TVI descortina aquela que será, como se espera, uma conversa intimista.

Veja também: Depois de sair do hospital, Luís Aleluia revela: «ENTREI EM PÂNICO»

De referir que, ainda antes de a TVI ter emitido qualquer informação promocional da próxima emissão de Conta-me Como És, o próprio ator tomou a iniciativa de divulgar a notícia. «Hoje conheci uma pessoa fantástica que admiro há muito, Fátima Lopes. Foi bom saber que é recíproca a consideração. Obrigado», publicou Luís Aleluia, no Facebook, esta terça-feira, dia 22 de janeiro, data em que terá sido gravada toda a conversa.

Texto: Tânia Cabral; Fotos: DR e Reprodução Instagram

 

PUB
Top