De fisiologista a agente imobiliário! Luís de Casados muda de vida durante a pandemia

Luís Santos decidiu apostar numa nova área profissional e, agora, negoceia a compra e venda de «grandes empreendimentos» de luxo. À TV 7 Dias, o ex-concorrente de Casados revelou pormenores.

08 Abr 2020 | 17:30
-A +A

Luís Santos decidiu fazer uma pausa nos seus projetos profissionais como fisiologista para arriscar numa nova área: o mercado imobiliário. O ex-concorrente da segunda edição de Casados à Primeira Vista revelou, em exclusivo, à TV 7 Dias o porquê desta aposta.

Numa altura em que o País inicia, inevitavelmente, uma crise, Luís explicou em que pé ficam os projetos que mantinha anteriormente com o seu projeto, a Active Circle, e confidenciou ainda como está a encarar esta pandemia, que o impede de viajar para o seu país de origem, a Austrália.

A viver em Portugal há cerca de três anos, Luís tem desenvolvido alguns conhecimentos «no mundo dos investidores e empreendedores», uma vez que a área da saúde mental e atividade física em que aposta desde então reúne um vasto número de pessoas destas áreas profissionais.

Por isso, compreender o mundo do ramo imobiliário não foi difícil. «A minha decisão de entrar para a área imobiliária surgiu há dois meses, e tenho estado a fazer a transição lentamente. Agora, com o vírus e a quarentena, não é a melhor altura para apostar numa profissão nova, mas aconteceu e agora estou a adaptar-me, como todos nós temos que fazer», revela.

 

«É uma área que se alinha com o meu estilo de vida cá»

Mas porquê o ramo imobiliário e não qualquer outra área? «Esta profissão é, além de algo em que tenho muito interesse, uma área que se alinha com o meu estilo de vida cá. Não queria deixar todo o meu trabalho como fisiologista para trás e trabalhar com esta agência dá-me tempo para ainda ter vários projetos, como continuar a ajudar pessoas a melhorar a sua qualidade de vida. Espero conseguir alinhar todos os meus projetos, incluindo o ramo imobiliário», explica.

Assim, Luís iniciou este novo projeto que assenta num «mercado de luxo» em que é feita a negociação de «grandes empreendimentos». Contudo, o fisiologista da segunda edição de Casados à Primeira Vista diz ter conhecimento de que esta «é uma área instável» e «um negócio de relacionamentos», no entanto «é preciso estar presente» porque «há sempre pessoas a vender ou comprar, muitos ou poucos, valores altos ou baixos».

Numa altura em que a crise começa a afetar vários setores empresariais, Luís revela que só tem conseguido apostar a 100% na área que desenvolvia anteriormente e que a venda e compra de casas está estagnada. «Desde que começou esta crise que eu tenho estado mais focado nos meus clientes da atividade física. Agora estou a recomeçar a entrar nesta área imobiliária. Acho que já passou a fase do medo e as pessoas já estão a criar soluções para conseguir comprar e vender», refere.

 

«A atenção das pessoas está na atividade física, interação social e conexão com o nosso ambiente»

Foi há cerca de dois anos que Luís resolveu apostar na área de coaching e assim ajudar os portugueses a mudar hábitos e «o estigma negativo da saúde mental». «O meu trabalho foi encontrar pessoas que precisavam de ajuda a desenvolver esta necessidade. Não quero largar toda essa informação, por isso ainda tenho alguns projetos que estão prontos para serem explorados», revela.

Embora não tenha nenhum desses projetos «ativo» neste momento, a verdade é que, para o fisiologista, o lado positivo da situação atual que se vive, no que diz respeito à pandemia da covid-19, assenta sobre o facto de que «finalmente a atenção das pessoas está nas três coisas em que todos os projetos de active circle focam: atividade física, interação social e conexão com o nosso ambiente».

Essa é uma das razões que levou o ex-concorrente do programa da SIC «a modificar alguns dos programas e eventos que tinha desenvolvido», que serão apresentados quando «começarmos a tentar voltar ao nosso normal ou a criar o nosso novo “normal”».

 

Desafio online durante a quarentena

Apesar de se sentir bem, Luís não esconde que esta quarentena está a ter um impacto grande na sua vida pessoal e social. «Eu tenho estado bem. Não me importo de estar sozinho, mas já começo a sentir falta de estar com os meus amigos e ter a liberdade de fazer o que quiser, principalmente as caminhadas», refere.

Para se ocupar, o fisiologista tem experimentado «cozinhar coisas diferentes». E, por isso, lançou um desafio online, o Quarentine Cook Off, que consiste em levar as pessoas a serem mais criativas, no que toca a cozinhados. «Criei um desafio, estilo os programas tipo Masterchef, para ver se as pessoas alinham em ser mais criativas na cozinha», afirma.

 

«Nunca pensei que chegasse o momento em que não pudesse voltar»

Longe da família que se encontra a viver em Melbourne, Austrália, Luís confidencia que o facto de não se poder deslocar ao seu país de origem o faz refletir, uma vez que sempre pensou que essa hipótese nunca surgiria.

«Eu sempre disse que não me importo de estar aqui porque a Austrália vai estar sempre lá, se eu quiser voltar. Nunca pensei que chegasse o momento em que não pudesse voltar. Mas isto brevemente passará», afirma. Quanto à família, o ex-concorrente de Casados à Primeira Vista esclarece que esta «está bem».

Texto: Marisa Simões; Fotos: DR e fotos cedidas por Luís Santos

Leia ainda:
Irmã de Luís de Casados foi vítima de violência doméstica
Luís Santos de Casados à Primeira Vista enamorado mas foi tudo por água abaixo!

Pontos de Venda das Nossas Revistas

 

PUB
Top