Luis Sepúlveda em coma induzido e com respiração assistida. Mulher nega

Infetado com o novo coronavírus, o escritor chileno está em coma induzido e com respiração assistida. A notícia está a ser avançada pela imprensa espanhola e foi, entretanto, contestada pela mulher.

11 Mar 2020 | 17:05
-A +A

Luis Sepúlveda, de 70 anos, está em estado grave. Infetado com o novo coronavírus, o escritor chileno está em coma induzido e com respiração assistida, segundo o jornal digital El Español. Sepúlveda está internado Hospital Universitário Central da Astúrias, em Oviedo, Espanha.

O diagnóstico de Covid-19 foi confirmado em 29 de fevereiro, cinco dias depois de Luis Sepúlveda ter estado em Portugal, a propósito do festival Correntes d’Escritas, na Póvoa de Varzim. Teve os primeiros sintomas a 25 de fevereiro, dois dias depois de ter deixado o nosso país.

Entretanto, a mulher do autor, Carmen Yáñes, veio negar estas informações, garantindo que o marido apresenta melhorias. «Ele está sedado por indicações médicas, mas não em coma», disse, citada pelo jornal 24 Horas.

 

Declarada pandemia

 

A Organização Mundial de Saúde declarou, esta quarta-feira, pandemia de Covid-19. Em Portugal, já estão oficialmente confirmados 59 pessoas diagnosticada com o novo coronavírus. O Diretor-Geral da OMS disse, na reunião diária da organização, que há mais de 118 mil casos em 114 países, declarando, assim, que estamos a viver uma pandemia de coronavírus.

De acordo com a OMS, uma pandemia pode começar quando se reúnem três condições:

  1. O aparecimento de uma nova doença
  2. O agente infeta humanos, causando uma doença grave
  3. O agente espalha-se facilmente entre humanos

Gripe espanhola, gripe asiática, gripe suína e HIV/Aids também foram declaradas pandemias.

 

Clique aqui e perceba as diferenças entre pandemia e epidemia.

 

Aluna ligada às máquinas

 

A jovem de 17 anos infetada com o novo coronavírus na Escola Secundária de Santa Maria da Feira está «ligada às máquinas» de suporte de vida e «corre risco de morte», relata fonte hospitalar ao Portal de Notícias. Está com «respiração assistida» e foi-lhe diagnosticada «pneumonia bilateral», uma das causas de morte provocadas pelo Covid-19.

 

Leia tudo aqui.

 

Enfermeira-chefe infetada com coronavírus

 

Duas pessoas estiveram internadas vários dias com pneumonia no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, mas apenas esta quarta-feira foram confirmadas com infeção de coronavírus. Segundo a revista Visão, também a enfermeira-chefe da unidade hospitalar está infetada com Covid-19.

De acordo com a mesma publicação, um doente esteve internado durante dez dias e outro desde sábado, dia 7 de março. No entanto, só hoje foram diagnosticados. Até esta quarta-feira, estiveram internados nas unidades de Medicina 1 e Medicina 2, junto de outros pacientes, sem terem sido sujeitos a quaisquer testes de despistagem.

 

Leia mais aqui.

 

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais; Fotografias: Arquivo Impala

PUB