Maddie desapareceu há 15 anos. Saiba o que aconteceu aos irmãos gémeos da menina inglesa

Maddie McCann tinha apenas três anos quando desapareceu de um resort na Praia da Luz. No mesmo quarto, estavam os dois irmãos gémeos, de um ano e meio.

03 Mai 2022 | 19:30
-A +A

Maddie McCann desapareceu há 15 anos. No dia 3 de maio de 2007, a menina inglesa, na altura com apenas três anos, desapareceu do quarto onde estava a dormir com os irmãos, num resort na Praia da Luz, no Algarve, e até hoje o caso continua a ser um mistério.

Uma década e meia depois, o jornal britânico The Sun revela como está a vida dos irmãos mais novos da pequena Maddie, que, à data, tinham cerca de ano e meio. Sean e Amelie já são dois adolescentes, com 16 anos, e vivem com os pais, Kate e Gerry McCann, na cidade de Loughborough, em Leicestershire, no Reino Unido. Frequentam uma escola secundária da zona e, de acordo com esta publicação, o estabelecimento de ensino tem um lugar reservado para Maddie, caso a menina seja encontrada.

Além de serem bons alunos, os gémeos também desenvolveram muito as suas capacidades atléticas, participando com frequência em triatlos e corridas de cross country. O The Sun revela que fotografias de Sean e Amelie não são divulgadas publicamente para garantir a sua própria segurança e privacidade.

Pais de Maddie divulgam mensagem no 15º aniversário do desaparecimento da filha

Nesta segunda-feira, 3 de maio, para assinalar o 15º aniversário sobre o desaparecimento de Maddie, Kate e Gerry McCann partilharam um logo texto na página oficial da campanha Find Madeleine, no Facebook. “Este ano, passam 15 anos desde a última vez que vimos Madeleine. Não parece mais difícil do que qualquer outro, mas também não é mais fácil”, começam por dizer.

“É muito tempo. Muitas pessoas falam sobre a necessidade de uma ‘conclusão’. Sempre pareceu um termo estranho. Independentemente do resultado, Madeleine sempre será a nossa filha e foi cometido um crime verdadeiramente horrível. Essas coisas permanecerão. É verdade, porém, que a incerteza cria fraqueza; o conhecimento e a certeza dão força, e, por isso, a nossa necessidade de respostas é essencial”, dizem, acrescentando ainda: “Estamos gratos pelo trabalho contínuo e pelo empenho das autoridades britânicas, portuguesas e alemãs, pois é este esforço policial conjunto que produzirá resultados e nos trará essas respostas”.

As últimas pistas sobre o desaparecimento de Maddie

Depois do principal suspeito pelo desaparecimento de Maddie, o alemão Christian Brueckner, ter sido constituído arguido, uma ex-namorada do homem deu uma entrevista ao jornal britânico The Sun e garante que ele lhe disse que sabia o que tinha acontecido à menina.

Anastasia Meckesy afirma que Christian Brueckner lhe confessou saber “o que aconteceu com a pequena Maddie da Inglaterra” e descreve o ex como um predador sexual infantil e um “porco humano”, que a tratava como uma escrava sexual.

Leia tudo aqui

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Impala e D.R.

PUB