Madonna enviou mensagem política na Eurovisão e ministra CRITICA: «Foi um erro»

A cantora norte-americana levou o conflito israelo-palestiniano para o palco da final da Eurovisão, terminando a atuação com a expressão «wake up» («acordem», em português) projetada em ecrãs.

19 Mai 2019 | 19:50
-A +A

A ministra da Cultura israelita, Miri Regev, classifica como «um erro» a presença da bandeira palestiniana nas costas de bailarinos durante a atuação de Madonna na final do Festival Eurovisão da Canção.

«Foi um erro. Não podemos misturar a política com um evento cultural, com todo o respeito que devo a Madonna», disse Regev antes do conselho de ministros semanal. Questionada pelos jornalistas, a ministra, que não assistiu à final do festival no sábado à noite, em Telavive, criticou o organismo de difusão israelita Kan por ter falhado a missão de impedir as bandeiras de aparecerem no ecrã.

 

«Acordem», pediu Madonna

 

A cantora norte-americana Madonna levou o conflito israelo-palestiniano para o palco da final do 64.º Festival Eurovisão da Canção, terminando a atuação com a expressão «wake up» («acordem», em português) projetada em ecrãs. Madonna subiu ao palco da final do concurso depois da atuação dos 26 concorrentes.

 

(Re)Veja as imagens da festa na galeria!

 

A cantora tinha recebido vários apelos para boicotar o concurso. Acabou, todavia, por aproveitar a atuação para tomar posição, terminando-a com dois bailarinos que usavam bandeiras de Israel e da Palestina nas costas a caminharem abraçados. A rainha da pop pediu a todos os que a ouviam que «nunca subestimem o poder da música para juntar as pessoas». E citou «uma grande canção», da sua autoria, Music, na qual canta «music makes the people come together»«a música faz as pessoas unirem-se», em português.

 

Leia mais aqui.

 

VEJA TAMBÉM:
HOLANDA É A GRANDE VENCEDORA DA EUROVISÃO!
Catarina Furtado fala pela primeira vez sobre críticas na Eurovisão: «NÃO FOI JUSTO»
Eurovisão 2019: FALTA DE COMIDA e preços exorbitantes em Telavive
Conan Osíris assume «PROBLEMAS» com a organização da Eurovisão!

 

Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais | Fotografias: Eurovision.tv

PUB
Top