Mãe de Angélico Vieira fala à TV 7 Dias após concertos dos D’ZRT: “O choque foi brutal”

Filomena Vieira, emocionou-se no primeiro concerto do regresso dos D’ZRT e saiu mais cedo. Assegura que a emoção foi muita. Entretanto, voltou a assinalar a morte de Angélico com a tradicional missa.

29 Jun 2023 | 23:05
-A +A

Assinalou-se nesta quarta-feira, 28 de junho, 12 anos da morte de Angélico Vieira que, recorde-se, perdeu a vida na sequência de um violento acidente de viação na A1. Curiosamente, 12 é também o número de concertos que os D’ZRT vão dar ao todo neste ano que marca o regresso da banda aos palcos.

A pouco mais de dois meses de subirem pela última vez nesta digressão, num concerto que terá lugar no estádio do Algarve, a 19 de agosto, a TV 7 Dias falou em exclusivo com a mãe de Angélico Vieira, que não aguentou ver o primeiro concerto do regresso da banda até ao fim e teve de sair mais cedo da Altice Arena.

Já recomposta e bem, “dentro do possível”, Filomena Vieira não esconde que na noite de 29 de abril “o choque foi brutal. Não é fácil recordar 12 anos”, diz. Ano após ano, Filomena manda rezar uma missa para assinalar a data em que o filho morreu, 28 de junho. A TV 7 Dias esteve na cerimónia que estava marcada para as 19 horas, na igreja Nossa Senhora de Fátima, no Laranjeiro, mas pouco passava das 18h30 quando começaram a chegar os primeiros amigos do falecido ator. Todos, como não podia deixar de ser, com uma peça de roupa branca, a cor preferida de Angélico Vieira.

Ex também esteve presente

Sandra Figueiredo, que manteve uma relação amorosa de mais de dois anos com o músico, esteve no local com o noivo, Diogo Avó e falou com a nossa revista.

Filomena Vieira chegou em cima da hora, naturalmente emocionada. Apesar de não ter estado na missa, Edmundo Vieira, usou as suas redes sociais para dedicar ao amigo e colega dos D’ZRT uma homenagem bastante comovente. “Mais um ano passa desde que partiste… Este tem sido um ano particularmente duro, mas também muito enriquecedor por poder te recordar junto de tanta gente que gosta de ti. Tem sido tão bom te sentir do meu lado ao longo desta jornada. Por muito que me doa a tua ausência, enche-me o coração por sentir que estás comigo. Estamos juntos.. sempre estivemos”, escreveu como legenda de uma fotografia de Angélico e duas da banda.

Saiba tudo o que Filomena Vieira contou e o que pretende fazer para continuar a homenagear o filho. Tudo, na sua TV 7 Dias já nas bancas.

 

TV 7 Dias

Texto: Luís Correia (luis.correia@impala.pt) com Sofia Pinto (sofia.pinto@worldimpalanet.com) e Tânia Dias Pereira (tania.dias@impala.pt); Fotos: Arquivo Impala e D.R.
PUB